Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Raposo, P. (2018). Injustiça não é um acidente: Arte, Política e Liminariedade.  In Tereza Mara Franzoni (Ed.), VII Seminário de Pesquisa em Artes Cênicas da UDESC  - Arte, Política e Liminariedade. (pp. 17-28).: UDESC.
Exportar Referência (IEEE)
P. J. Raposo,  "Injustiça não é um acidente: Arte, Política e Liminariedade. ", in VII Seminário de Pesquisa em Artes Cênicas da UDESC  - Arte, Política e Liminariedade, Tereza Mara Franzoni, Ed., UDESC, 2018, pp. 17-28
Exportar BibTeX
@inproceedings{raposo2018_1618559622292,
	author = "Raposo, P.",
	title = "Injustiça não é um acidente: Arte, Política e Liminariedade. ",
	booktitle = "VII Seminário de Pesquisa em Artes Cênicas da UDESC  - Arte, Política e Liminariedade",
	year = "2018",
	editor = "Tereza Mara Franzoni",
	volume = "",
	number = "",
	series = "",
	pages = "17-28",
	publisher = "UDESC",
	address = "",
	organization = "",
	url = "https://seminariodepesquisa.files.wordpress.com/2018/12/spac-anais-2017.pdf"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - Injustiça não é um acidente: Arte, Política e Liminariedade. 
T2  - VII Seminário de Pesquisa em Artes Cênicas da UDESC  - Arte, Política e Liminariedade
AU  - Raposo, P.
PY  - 2018
SP  - 17-28
UR  - https://seminariodepesquisa.files.wordpress.com/2018/12/spac-anais-2017.pdf
AB  - Existe um fluxo e uma tensão que demonstram que o ativismo político contemporâneo poderá estar a ser potenciado por uma certa performatividade artística. De que modo a relação entre arte e antropologia se pode constituir para pensar estes fenómenos. Um primeiro tópico que gostava de explorar é o da relação de contaminação entre práticas artísticas contemporâneas e práticas etnográficas e o lugar da teoria da dádiva (ou da troca) nesse processo. Um segundo viés é o do conflito e da dissidência presente neste momento no Brasil entre propostas de questionamento/engajamento artístico e reações repressivas de natureza conservadora a essas propostas. 
ER  -