Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Maia, M. (2011). Ecologia social e comportamentos sexuais de risco de jovens da região Île-de-France. In Pedro Gabriel Silva, Octávio Sacramento e José Portela (Ed.), Etnografia e Intervenção Social. Por uma praxis reflexiva. (pp. 175-188). Lisboa: Edições Colibri.
Exportar Referência (IEEE)
M. A. Maia,  "Ecologia social e comportamentos sexuais de risco de jovens da região Île-de-France", in Etnografia e Intervenção Social. Por uma praxis reflexiva, Pedro Gabriel Silva, Octávio Sacramento e José Portela, Ed., Lisboa, Edições Colibri, 2011, pp. 175-188
Exportar BibTeX
@incollection{maia2011_1652988896857,
	author = "Maia, M.",
	title = "Ecologia social e comportamentos sexuais de risco de jovens da região Île-de-France",
	chapter = "",
	booktitle = "Etnografia e Intervenção Social. Por uma praxis reflexiva",
	year = "2011",
	volume = "",
	series = "",
	edition = "",
	pages = "175-175",
	publisher = "Edições Colibri",
	address = "Lisboa"
}
Exportar RIS
TY  - CHAP
TI  - Ecologia social e comportamentos sexuais de risco de jovens da região Île-de-France
T2  - Etnografia e Intervenção Social. Por uma praxis reflexiva
AU  - Maia, M.
PY  - 2011
SP  - 175-188
CY  - Lisboa
AB  - O presente texto retoma alguns aspetos do estudo que levei a cabo no quadro de um doutoramento em antropologia social sobre as representações e vivências da sexualidade de adolescentes e jovens escolarizados na periferia leste de Paris, na região Île-de-France, e cujo trabalho de campo tomou como terreno privilegiado quatro estabelecimentos de ensino secundário (Maia, 2009). O principal objetivo foi compreender as configurações das representações da sexualidade e dos comportamentos sexuais de indivíduos dos 14 aos 20 anos escolarizados na periferia leste de Paris, tendo em conta os seus contextos sociais e escolares. Para tal, compararam-se populações estudantis de meios socioculturais diferentes e escolarizados em dois tipos de estabelecimentos, o público e o privado. Estas populações são geograficamente próximas mas distintas no plano sócio-cultural e sócio-educativo: por um lado, os alunos de dois estabelecimentos públicos, em Montreuil (departamento de Seine-Saint-Denis), o Lycée Jean Jaurès e o Collège Fabien, que recebem alunos de origens culturais diversas e pertencentes às classes média e desfavorecida; e, por outro lado, os alunos de dois liceus católicos privados, a Institution Notre-Dame de la Providence e o Lycée Gregor Mendel, em Vincennes (departamento do Val-de-Marne), cuja população estudantil é culturalmente homogénea e das classes média e alta. Foca-se, aqui, principalmente, a perceção do risco epidemiológico em matéria de VIH e os comportamentos sexuais de jovens em função dos seus ambientes sócio-educativos e contextos sociais de maior ou menor vulnerabilidade. 
ER  -