Capítulo de livro
Apoio difuso e específico ao regime político em tempos de crise: avaliação da democracia em Portugal antes e depois do resgate económico (2008-2012)
Conceição Pequito Teixeira (Teixeira, C. P.); Emmanouil Tsatsanis (Tsatsanis, E.); Ana Maria Belchior (Belchior, Ana Maria);
Título Livro
Crise Económica, Políticas de Austeridade e Representação Política
Ano
2015
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
Desde a terceira onda de democratização na década de 1970 e 1980, o sistema democrático na Europa vive sob um paradoxo singular. Por um lado, a expansão da democracia a vários países e regiões europeias e não europeias, e o aparente triunfalismo do regime democrático; por outro lado, desde a década de 1990, o debate sobre a crise de legitimidade democrática, que tem enfatizado o fosso crescente entre os que governam e os governados. Esta última situação tornou-se particularmente crítica no caso dos países do Sul da Europa, devido às crises de dívida soberana e à intervenção externa (da União Europeia, o Banco Central Europeu e FMI). O novo cenário social e económico que emergiu faz questionar sobre o seu eventual impacto no apoio ao regime democrático. Usando um estudo de caso relevante - Portugal - este papel visa: em primeiro lugar, analisar descritivamente como os eleitores avaliam a democracia portuguesa (apoio específico e difuso) antes e depois do resgate; em segundo lugar, aferir se ocorreram alterações significativas nos modelos de explicação do apoio ao regime neste período; e, finalmente, explorar as suas consequências políticas. Os resultados sugerem que o apoio à democracia diminuiu na Europa e, em particular, o apoio específico em Portugal. Os modelos explicativos de apoio ao regime são bastante semelhantes em ambos os anos, embora reflectindo a crise em 2012. As consequências da crise são mais agudas a nível do apoio difuso do que do apoio específico ao regime democrático.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave