Capítulo de livro
As ciências da comunicação na europa: o projeto inacabado do cosmopolitismo
Cláudia Álvares (Álvares, C.);
Título Livro
A internacionalização das comunidades lusófonas e ibero-americanas de Ciências Sociais e Humanas – o caso das Ciências da Comunicação
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Como parte de um processo ideológico, a emancipação das Ciências da Comunicação na Europa resultou também de uma tentativa de harmonização de perspetivas conflituantes, entre abordagens linguísticas histórico-discursivas (Wodak, 2001) e sociocognitivas (Van Dijk, 2009). Para além de entendimentos multidisciplinares, promoveu-se inclusivamente a multiculturalidade em sintonia com a emergência do próprio projeto europeu. Contudo, o descentramento de diferentes teorias surgidas na Europa do pós-guerra, decorrentes de especificidades nacionais e regionais, conduziu a um certo abrandamento no ímpeto da globalização e da internacionalização que marcavam o espírito promissor da emergência da investigação em Comunicação. Deste modo, as culturas académicas latino- -americanas nesta área assumem um papel especialmente importante, na medida em que devem reforçar a necessidade de imprimir uma mais-valia concreta aos desafios colocados pela história de violência colonial, racial, social e de género, levando-nos a reconhecer a necessidade de se preservar espaços de crítica contra a iniquidade.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Ciências da Comunicação,Europa,Investigação,Cosmopolitismo