Artigo sem avaliação científica
Introdução
Título Revista
Para que serve a sociologia?
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Dois discursos e uma mesma pessoa. O primeiro discurso denunciava disfuncionalidades das prisões (na biblioteca, na recepção de livros do exterior, por exemplo). O segundo discurso explicava como uma vítima de grave agressão física, oito investidas com arma branca, se encontrou na condição de visitar o agressor na cadeia, apoiando-o nos esforços para retomar a sua vida. Houve um hiato discursivo entre a apresentação das questões do poder (as disfuncionalidades do sistema) e as questões do cuidado (apoiar presos, neste caso). Mas houve também, igual nos dois tempos, uma enfase certeira e firme nas vantagens para terceiros e para os próprios de uma construção sólida de uma identidade social amadurecida, estável e sustentada. Identidade que permite receber de volta resiliência, incluindo à violência física e às adversidades sociais – no caso a destruição da família – reparando os danos causados, independentemente das causas, em vez de lamber feridas abertas e estigmatizar os outros.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
violência,justiça,estigma,epistemologia