Capítulo de livro
Realizar ou não o teste do VIH: razões e determinantes sociais
Pedro Moura Ferreira (Pedro Moura Ferreira); Marta Maia (Maia, M.);
Título Livro
VIH/sida e Ciências Sociais: diversidade e percursos de investigação
Ano
2014
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
O conhecimento do estatuto serológico parece constituir um passo essencial não só para evitar a transmissão por desconhecimento da infeção, mas também porque a realização do teste reflete igualmente uma atitude preventiva mais assumida que é essencial para a assunção de práticas sexuais protegidas. É por isso fundamental saber responder a duas questões relativas ao teste do VIH — quem o faz e porque o faz —, mas também às mesmas questões em sentido inverso, ou seja, quem o recusa e por que razão. O facto dos dados explorados resultarem de uma amostra representativa da população portuguesa possibilita uma caracterização mais fundamentada do perfil social dos indivíduos que realizaram o teste e das suas motivações, ao mesmo tempo que permite descortinar determinantes sociais que predispõem a realizá-lo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
VIH,teste,diagnóstico,risco,determinantes sociais
  • Antropologia - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
CONT_DOUT/3/CEAS/3123/6804/4/2006 FCT