Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Baptista, I. & Abrantes, P. (2015). Poder e liderança nas escolas: um estudo sociológico em contextos desfavorecidos. Revista Lusófona de Educação. 30, 43-58
Exportar Referência (IEEE)
I. S. Baptista and P. A. Abrantes,  "Poder e liderança nas escolas: um estudo sociológico em contextos desfavorecidos", in Revista Lusófona de Educação, no. 30, pp. 43-58, 2015
Exportar BibTeX
@article{baptista2015_1571265251096,
	author = "Baptista, I. and Abrantes, P.",
	title = "Poder e liderança nas escolas: um estudo sociológico em contextos desfavorecidos",
	journal = "Revista Lusófona de Educação",
	year = "2015",
	volume = "",
	number = "30",
	pages = "43-58",
	url = "http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5128"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Poder e liderança nas escolas: um estudo sociológico em contextos desfavorecidos
T2  - Revista Lusófona de Educação
IS  - 30
AU  - Baptista, I.
AU  - Abrantes, P.
PY  - 2015
SP  - 43-58
SN  - 1646-401X
UR  - http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5128
AB  - Parte-se de uma perspectiva sociológica sobre o poder nas organizações escolares, baseada nas teorias consagradas de Max Weber e Crozier & Friedberg. Esta perspectiva é confrontada com estudos recentes sobre a liderança nas escolas e, posteriormente, é utilizada na análise dos processos de liderança em dois agrupamentos de escolas, localizados em contextos desfavorecidos, em regiões distintas de Portugal. Os “estudos de caso” envolveram a realização de entrevistas a professores com diversos cargos nos dois agrupamentos, um questionário aos docentes e outros aos encarregados de educação, bem como observação participante. A análise destaca a tensão entre lógicas legais e tradicionais de poder, a fragilidade do conselho geral e das lideranças intermédias, assim como hiatos de liderança pedagógica, apontando pistas para a sua superação.
ER  -