Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Dores, A. (2016). A discriminação contida na teoria social. O Comuneiro. 23
Exportar Referência (IEEE)
A. P. Dores,  "A discriminação contida na teoria social", in O Comuneiro, no. 23, 2016
Exportar BibTeX
@misc{dores2016_1611809758155,
	author = "Dores, A.",
	title = "A discriminação contida na teoria social",
	year = "2016",
	howpublished = "Digital",
	url = "http://ocomuneiro.com/nr23_05_AntonioPedroDores.html"
}
Exportar RIS
TY  - GEN
TI  - A discriminação contida na teoria social
T2  - O Comuneiro
AU  - Dores, A.
PY  - 2016
UR  - http://ocomuneiro.com/nr23_05_AntonioPedroDores.html
AB  - Este artigo sublinha o facto de estas características da sociologia actual favorecerem a naturalização das discriminações correntes. A começar pelo exemplo da discriminação axiológica entre peritos especializados (observadores) e públicos por eles estratificados (objectos de estudo). Favorecem a naturalização da normalidade (objectos de estudo com comportamentos semelhantes aos dos observadores) e do moralismo (a estranheza implícita embebida nas teorias sociais e nas classificações dos objectos de estudo). Favorecem a procura das causas das misérias e das violências no livre arbítrio individual, escamoteando as corresponsabilidades configuracionais das condições sociais na construção de mecanismos e ambientes onde as pessoas vivem e a que reagem.

Escamotear intenções e sentimentos políticos e sociais legitimadores da violência institucional é uma das características da condição moderna. Vale a pena recordar como a produção da separação entre acção e as suas representações, a nomeação de contra quem a violência pode e deve ser exercida, é ancestral. Qual deverá ser o papel das ciências sociais: simples monitorização da violência estigmatizada (na sua vertente negativa) ou participação na construção da violência como instrumento de orientação social (por vezes positiva e outras vezes negativa)?
ER  -