Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Santos, S. (2017). Desafios epistemológicos e metodológicos à investigação sociológica em Direito  . In Direitos, Justiça, Cidadania: O Direito na Constituição da Política Atas do Primeiro Encontro da Secção “Sociologia do Direito e da Justiça” da APS. (pp. 61-70). Coimbra: Centro de Estudos Sociais.
Exportar Referência (IEEE)
S. A. Santos,  "Desafios epistemológicos e metodológicos à investigação sociológica em Direito  ", in Direitos, Justiça, Cidadania: O Direito na Constituição da Política Atas do Primeiro Encontro da Secção “Sociologia do Direito e da Justiça” da APS, Coimbra, Centro de Estudos Sociais, 2017, pp. 61-70
Exportar BibTeX
@inproceedings{santos2017_1611661623749,
	author = "Santos, S.",
	title = "Desafios epistemológicos e metodológicos à investigação sociológica em Direito  ",
	booktitle = "Direitos, Justiça, Cidadania: O Direito na Constituição da Política Atas do Primeiro Encontro da Secção “Sociologia do Direito e da Justiça” da APS",
	year = "2017",
	editor = "",
	volume = "",
	number = "",
	series = "",
	pages = "61-70",
	publisher = "Centro de Estudos Sociais",
	address = "Coimbra",
	organization = "CES; APS"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - Desafios epistemológicos e metodológicos à investigação sociológica em Direito  
T2  - Direitos, Justiça, Cidadania: O Direito na Constituição da Política Atas do Primeiro Encontro da Secção “Sociologia do Direito e da Justiça” da APS
AU  - Santos, S.
PY  - 2017
SP  - 61-70
CY  - Coimbra
AB  - A presente comunicação tem como objetivo apresentar resultados preliminares de uma investigação em curso intitulada “As representações políticas e jurídicas da opinião pública e a sua influência na escolha das penas em direito penal”. Esta investigação resulta de uma parceria entre a Universidade de Otava e o ISCTE-IUL.
O artigo centra-se no papel do sociólogo enquanto observador externo do sistema jurídico-penal e nos desafios colocados na interação com os atores do sistema.
O método de observação e recolha de informação utilizado é o da entrevista reflexiva. Neste âmbito foram realizadas catorze entrevistas a juízes e magistrados do Ministério Público em Portugal. 
As conclusões apontam para o fechamento do sistema jurídico relativamente às pressões da opinião pública. A opinião pública, pelo que foi recolhido nas várias observações, é uma entidade difusa exterior.

ER  -