Ciência-IUL    Comunicações    Descrição Detalhada da Comunicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Padilla, B., Goldberg, A. & Vieira, A. (2018). “Refugiados em Portugal: trajetórias, políticas e processos de inserção desde a perspectiva dos atores”. X Congresso Português de Sociologia.
Exportar Referência (IEEE)
E. B. Padilla et al.,  "“Refugiados em Portugal: trajetórias, políticas e processos de inserção desde a perspectiva dos atores”", in X Congr.o Português de Sociologia, Covilhã, 2018
Exportar BibTeX
@misc{padilla2018_1594563621690,
	author = "Padilla, B. and Goldberg, A. and Vieira, A.",
	title = "“Refugiados em Portugal: trajetórias, políticas e processos de inserção desde a perspectiva dos atores”",
	year = "2018",
	howpublished = "Ambos (impresso e digital)",
	url = "https://xcongresso-aps.eventqualia.net/pt/2018/inicio/"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - “Refugiados em Portugal: trajetórias, políticas e processos de inserção desde a perspectiva dos atores”
T2  - X Congresso Português de Sociologia
AU  - Padilla, B.
AU  - Goldberg, A.
AU  - Vieira, A.
PY  - 2018
CY  - Covilhã
UR  - https://xcongresso-aps.eventqualia.net/pt/2018/inicio/
AB  - Este trabalho tem como base empírica dados obtidos no projeto europeu Erasmus + KA2 “Refugium: building
shelter cities and a new welcoming culture. Links between European universities and schools in Human
Rights (2016-1-ESO1-KA203-025000)”. Envolve num estudo de natureza qualitativa desenvolvido em 2017 e
2018, que utiliza estratégias metodológicas etnograficas como grupos de discussão, entrevistas e
observaçoes. Enquanto os grupos de discussão com estudantes universitários permitiram realizar um
diagnóstico inicial sobre as representações e percepções existentes sobre a chamada "crise dos refugiados
na Europa", as entrevistas e as observaçoes tiveram como objetivo aprofundar sobre o quotidiano dos
refugiados e as suas trajetórias considerando algumas das dimensões socioculturais ligadas aos seus
processos de inserção-integração/exclusão em Portugal. Devido à presença relativamente nova de
refugiados em Portugal, existem poucos trabalhos científicos realizados e publicados que analisem de uma
perspectiva sociocultural as trajetórias e as complexas dimensões que envolvem os seus processos de
inserção e integração na sociedade de acolhimento, especialmente uma levando em consideração os pontos
de vista dos próprios refugiados. Nesse sentido o presente trabalho considera as vozes dos diferentes atores
ligados ao fenômeno, privilegiando as dos refugiados, mas incluindo e dialogando com outros tais como
funcionários e responsáveis de projetos de integração. Assim relacionamos as práticas e o contexto
sócio-político-estrutural que modelam as condições de vida e expectativas dos refugiados em Portugal,
valorando seus conhecimentos, experiências, práticas e pontos de vista, em suma, suas subjetividades.
ER  -