Ciência-IUL    Comunicações    Descrição Detalhada da Comunicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Micael Pepe, Resende, R. & Pinto, P. (2018). O BIM no ensino da arquitetura em Portugal - o caso do ISCTE-IUL. 2º congresso português de building information modelling.
Exportar Referência (IEEE)
M. Pepe et al.,  "O BIM no ensino da arquitetura em Portugal - o caso do ISCTE-IUL", in 2º congresso português de building information modelling, Lisboa, 2018
Exportar BibTeX
@misc{pepe2018_1618462690121,
	author = "Micael Pepe and Resende, R. and Pinto, P.",
	title = "O BIM no ensino da arquitetura em Portugal - o caso do ISCTE-IUL",
	year = "2018",
	howpublished = "Digital",
	url = "http://www.ptbim.org/"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - O BIM no ensino da arquitetura em Portugal - o caso do ISCTE-IUL
T2  - 2º congresso português de building information modelling
AU  - Micael Pepe
AU  - Resende, R.
AU  - Pinto, P.
PY  - 2018
CY  - Lisboa
UR  - http://www.ptbim.org/
AB  - A implementação do BIM na Indústria da Construção está a desencadear uma resposta nas Instituições de Ensino Superior. Através da análise de casos de estudo nacionais e internacionais, é feita uma reflexão sobre o grau de implementação desta metodologia nos cursos de arquitetura em Portugal. 
A procura de profissionais qualificados com conhecimentos e competências em BIM tem aumentado nos últimos anos, no seguimento da digitalização do setor. Como forma de preencher esta lacuna no mercado, foram surgindo pequenos cursos especializados, direcionados aos agentes desta Indústria. Por outro lado, o meio académico tem feito um esforço para incluir estes conteúdos nos curricula de cursos de engenharia e arquitetura. 
Por contraposição de Portugal com países tecnologicamente mais desenvolvidos, como os Estados Unidos da América, o Reino Unido ou a França foi possível concluir que em território nacional, o grau de implementação deste recurso no ensino superior está ainda numa fase bastante inicial, sendo apenas ensinadas as ferramentas, maioritariamente para modelação 3D. 
Esta situação, juntamente com a proliferação de cursos especializados sugerem um novo ramo de atuação dentro das áreas que atuam em ambiente construído, levando ao aparecimento de novos profissionais, como o modelador BIM ou o BIM Manager.   .
Concluiu-se ainda que, um verdadeiro especialista em BIM deve possuir formação base em engenharia ou arquitetura, pelo que se apresenta neste trabalho uma proposta para inclusão desta metodologia no Mestrado Integrado em Arquitetura do ISCTE-IUL. 
ER  -