Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Borges, V. (2006). Atores e encenadores: modalidades de profissionalização no mercado teatral português. Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 16, 97-115
Exportar Referência (IEEE)
V. S. Borges,  "Atores e encenadores: modalidades de profissionalização no mercado teatral português", in Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, vol. 16, pp. 97-115, 2006
Exportar BibTeX
@article{borges2006_1611666069812,
	author = "Borges, V.",
	title = "Atores e encenadores: modalidades de profissionalização no mercado teatral português",
	journal = "Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto",
	year = "2006",
	volume = "16",
	number = "",
	pages = "97-115",
	url = "http://ojs.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/2368"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Atores e encenadores: modalidades de profissionalização no mercado teatral português
T2  - Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
VL  - 16
AU  - Borges, V.
PY  - 2006
SP  - 97-115
SN  - 0872-3419
UR  - http://ojs.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/2368
AB  - Neste artigo examinam-se os grupos de teatro e as escolas da especialidade como meios de profissionalização e inserção dos actores e encenadores no mercado de trabalho teatral português. Primeiro, apresentam-se as experiências no teatro amador e escolar como oportunidades de profissionalização futura dos artistas. Em seguida, discute-se a importância dos grupos de teatro como meios de aprendizagem pela experiência e acumulação de competências, em situação concreta de trabalho; avalia-se a importância das escolas como meios de socialização e apreciam-se os vínculos dos alunos ao mundo teatral, através dos professores e das estratégias activas de trabalho. Por fim, discute-se a autodidaxia e a escola do “outro” no mundo teatral português
ER  -