Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Raposo, H. (2018). As implicações dos indicadores de desempenho contratualizados na prática clínica da Medicina Geral e Familiar: um modelo profissional em mutação?. Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. 35, 63-83
Exportar Referência (IEEE)
H. A. Raposo,  "As implicações dos indicadores de desempenho contratualizados na prática clínica da Medicina Geral e Familiar: um modelo profissional em mutação?", in Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, vol. 35, pp. 63-83, 2018
Exportar BibTeX
@article{raposo2018_1615131030819,
	author = "Raposo, H.",
	title = "As implicações dos indicadores de desempenho contratualizados na prática clínica da Medicina Geral e Familiar: um modelo profissional em mutação?",
	journal = "Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto",
	year = "2018",
	volume = "35",
	number = "",
	doi = "10.21747/08723419/soc35a3",
	pages = "63-83",
	url = "http://ojs.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/4290"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - As implicações dos indicadores de desempenho contratualizados na prática clínica da Medicina Geral e Familiar: um modelo profissional em mutação?
T2  - Sociologia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto
VL  - 35
AU  - Raposo, H.
PY  - 2018
SP  - 63-83
SN  - 0872-3419
DO  - 10.21747/08723419/soc35a3
UR  - http://ojs.letras.up.pt/index.php/Sociologia/article/view/4290
AB  - Considerando as inovações organizacionais introduzidas pela Reforma dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal, pretende-se analisar as implicações da contratualização de indicadores de desempenho na prática clínica da Medicina Geral e Familiar e nos fundamentos do seu modelo profissional. A partir de um estudo de caso desenvolvido em dois contextos organizacionais distintos, foi possível verificar a emer-gência de alguns efeitos perversos do managerialismo no mundo profissional desta especialidade médica, tais como o aumento do volume de trabalho de teor mais burocrático, a avaliação restritiva do desempenho profissional ou os constrangimentos em colocar em prática o modelo distintivo da especialidade.
ER  -