Ciência-IUL    Comunicações    Descrição Detalhada da Comunicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Ferreiro, Maria de Fátima, Salavisa, I. & Bizarro, S. (2019). Transições na Geografia Alimentar: Circuitos de abastecimento alternativos na Área Metropolitana de Lisboa (AML). XII Congresso de Geografia Portuguesa.
Exportar Referência (IEEE)
M. D. Ferreiro et al.,  "Transições na Geografia Alimentar: Circuitos de abastecimento alternativos na Área Metropolitana de Lisboa (AML)", in XII Congr.o de Geografia Portuguesa, 2019
Exportar BibTeX
@misc{ferreiro2019_1618562945255,
	author = "Ferreiro, Maria de Fátima and Salavisa, I. and Bizarro, S.",
	title = "Transições na Geografia Alimentar: Circuitos de abastecimento alternativos na Área Metropolitana de Lisboa (AML)",
	year = "2019",
	howpublished = "Digital",
	url = "https://www.apgeo.pt/xii-congresso-da-geografia-portuguesa-geografias-de-transicao-para-sustentabilidade-13-14-e-15-de"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - Transições na Geografia Alimentar: Circuitos de abastecimento alternativos na Área Metropolitana de Lisboa (AML)
T2  - XII Congresso de Geografia Portuguesa
AU  - Ferreiro, Maria de Fátima
AU  - Salavisa, I.
AU  - Bizarro, S.
PY  - 2019
UR  - https://www.apgeo.pt/xii-congresso-da-geografia-portuguesa-geografias-de-transicao-para-sustentabilidade-13-14-e-15-de
AB  - Os territórios metropolitanos são importantes contextos empíricos para desenvolver investigação sobre as tendências de evolução do sistema agroalimentar. Entre outros fatores, essa
relevância decorre de aspetos de natureza económica, institucional e social. O presente artigo apresenta uma reflexão sobre o potencial dos nichos de inovação agroalimentar na Área Metropolitana de Lisboa (AML). Nesse contexto analítico serão considerados casos de estudo que permitem ilustrar as dinâmicas de inovação para a sustentabilidade. Tendo em vista este propósito, serão apresentados os percursos de cada projeto (i.e., perfil e motivações dos seus promotores, importância de medidas de política, estabelecimento de redes de parcerias) e analisadas as particularidades destas iniciativas de base local como agentes de mudança.
ER  -