Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Oliveira, N. (2020). Migrações e diversidade na cidade empreendedora: definindo o cenário para os novos imaginários urbanos. Interseções. Revista de Estudos Interdisciplinares. 22 (3), 413-437
Exportar Referência (IEEE)
N. F. Oliveira,  "Migrações e diversidade na cidade empreendedora: definindo o cenário para os novos imaginários urbanos", in Interseções. Revista de Estudos Interdisciplinares, vol. 22, no. 3, pp. 413-437, 2020
Exportar BibTeX
@article{oliveira2020_1634350793902,
	author = "Oliveira, N.",
	title = "Migrações e diversidade na cidade empreendedora: definindo o cenário para os novos imaginários urbanos",
	journal = "Interseções. Revista de Estudos Interdisciplinares",
	year = "2020",
	volume = "22",
	number = "3",
	doi = "10.12957/irei.2020.56790",
	pages = "413-437",
	url = "https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/intersecoes/article/view/56790"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Migrações e diversidade na cidade empreendedora: definindo o cenário para os novos imaginários urbanos
T2  - Interseções. Revista de Estudos Interdisciplinares
VL  - 22
IS  - 3
AU  - Oliveira, N.
PY  - 2020
SP  - 413-437
SN  - 2317-1456
DO  - 10.12957/irei.2020.56790
UR  - https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/intersecoes/article/view/56790
AB  - A partir de trabalho de campo em Lisboa e Buenos Aires, o artigo examina como os processos de regeneração e revitalização do centro da cidade têm sido consistentemente ligados à mobilização da diversidade cultural. A pesquisa etnográfica e qualitativa foi realizada em espaços urbanos específicos onde a regeneração dirigida pela cultura se encontra a ser levada a cabo . A seleção desses espaços foi baseada na ideia de evitar os suspeitos usuais em estudos urbanos, como as grandes capitais do hemisfério norte. Argumentamos que os traços culturais dos imigrantes são trazidos para esses processos por meio de mecanismos mediadores específicos dos modelos das cidades empreendedoras. Integramos em nossa análise uma ampla gama de atores envolvidos na governança urbana, desde autoridades municipais, passando por organizações de imigrantes, até empreendedores migrantes, a fim de fornecer uma interpretação completa de tais mecanismos. Mostramos que as cidades buscam estratégias similares de lidar com a diversidade cultural de origem imigrante, estando nestas implicadas três dimensões principais: estetização, marketing de lugar e “ethnic showcasing”. Levantamos algumas questões conceituais e políticas relacionadas com os novos regimes de visibilidade e formas de organização social da diferença específicas da cidade empreendedora.
ER  -