Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Machado, S., Correia, J. & Moreira, J. A. (2019). A importância do ensino e da aprendizagem em ambiente prisional e a emergência da educação digital num presídio feminino em Portugal. TICs & EaD em Foco. 5 (2)
Exportar Referência (IEEE)
M. Sónia et al.,  "A importância do ensino e da aprendizagem em ambiente prisional e a emergência da educação digital num presídio feminino em Portugal", in TICs & EaD em Foco, vol. 5, no. 2, 2019
Exportar BibTeX
@article{sónia2019_1634853148295,
	author = "Machado, S. and Correia, J. and Moreira, J. A.",
	title = "A importância do ensino e da aprendizagem em ambiente prisional e a emergência da educação digital num presídio feminino em Portugal",
	journal = "TICs & EaD em Foco",
	year = "2019",
	volume = "5",
	number = "2",
	url = "https://ticsead.uemanet.uema.br/index.php/ticseadfoco/index"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - A importância do ensino e da aprendizagem em ambiente prisional e a emergência da educação digital num presídio feminino em Portugal
T2  - TICs & EaD em Foco
VL  - 5
IS  - 2
AU  - Machado, S.
AU  - Correia, J.
AU  - Moreira, J. A.
PY  - 2019
SN  - 2447-5726
UR  - https://ticsead.uemanet.uema.br/index.php/ticseadfoco/index
AB  - Na atualidade, a utilização e apropriação das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC), permitem a criação de novos espaços e tempos de vida social, educativa e cultural. Esta nova era do conhecimento, de transição digital, assumida na forma de rede e alimentada pelas TIC, abre diferentes possibilidades para o entendimento de conceitos como o de inclusão, e de capital cultural e social. Neste cenário importa pensar onde se situam as pessoas em situação de privação de liberdade, a cumprirem penas em presídios. O presente estudo procura explorar a perceção dos atores presentes em ambiente prisional, quer dos trabalhadores quer daqueles que cumprem as penas a que foram condenados, perceção essa relativa aos processos formativos para futura reinserção social, bem como para a não reincidência. Para o efeito foram entrevistados membros da direção, técnicos superiores de reeducação, professores, guardas prisionais e reclusas de um presídio feminino em Portugal. Os resultados mostram a importância de investir numa educação enriquecida com o digital, mas revelam também as fragilidades, as limitações e as diferentes visões dos atores envolvidos no processo.
ER  -