Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Lourenço, J. (2021). O ano em que o cinema que conhecíamos parou: um retrato em três actos. Observatorio (OBS*). 15 (2), 45-55
Exportar Referência (IEEE)
J. M. Lourenço,  "O ano em que o cinema que conhecíamos parou: um retrato em três actos", in Observatorio (OBS*), vol. 15, no. 2, pp. 45-55, 2021
Exportar BibTeX
@article{lourenço2021_1716511994556,
	author = "Lourenço, J.",
	title = "O ano em que o cinema que conhecíamos parou: um retrato em três actos",
	journal = "Observatorio (OBS*)",
	year = "2021",
	volume = "15",
	number = "2",
	doi = "10.15847/obsOBS0020211904",
	pages = "45-55",
	url = "http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/1904"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - O ano em que o cinema que conhecíamos parou: um retrato em três actos
T2  - Observatorio (OBS*)
VL  - 15
IS  - 2
AU  - Lourenço, J.
PY  - 2021
SP  - 45-55
SN  - 1646-5954
DO  - 10.15847/obsOBS0020211904
UR  - http://obs.obercom.pt/index.php/obs/article/view/1904
AB  - Passado um ano de pandemia, podemos afirmar que o panorama cinematográfico se alterou por completo, desde as salas vazias, estreias adiadas, rodagens interrompidas, profissionais em crise, etc. No entanto, além da crise provocada, o streaming consolidou-se e tornou-se na principal forma de ver filmes durante este período. Contudo, levanta questões sobre a vitalidade e sustentabilidade do modelo que conhecíamos até então. Neste artigo, propomos retratar um ano de pandemia em três momentos distintos: os efeitos provocados pela Covid-19 ao sector cinematográfico, a presença fortalecida do streaming e as consequências para o modelo tradicional do cinema, e uma interrogação sobre os caminhos que o cinema irá trilhar num futuro próximo.
ER  -