Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Vacha, A. (2021). Iconografia de Gungunhana: representações do rei negro em Portugal (1890-1940). Práticas da História. 12, 53-93
Exportar Referência (IEEE)
A. Vacha,  "Iconografia de Gungunhana: representações do rei negro em Portugal (1890-1940)", in Práticas da História, no. 12, pp. 53-93, 2021
Exportar BibTeX
@article{vacha2021_1716163206258,
	author = "Vacha, A.",
	title = "Iconografia de Gungunhana: representações do rei negro em Portugal (1890-1940)",
	journal = "Práticas da História",
	year = "2021",
	volume = "",
	number = "12",
	doi = "10.48487/pdh.2021.n12.24950",
	pages = "53-93",
	url = "https://praticasdahistoria.pt/article/view/24950/18399"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Iconografia de Gungunhana: representações do rei negro em Portugal (1890-1940)
T2  - Práticas da História
IS  - 12
AU  - Vacha, A.
PY  - 2021
SP  - 53-93
SN  - 2183-590X
DO  - 10.48487/pdh.2021.n12.24950
UR  - https://praticasdahistoria.pt/article/view/24950/18399
AB  - No tenso cenário político entre, por um lado, a partilha de África e a humilhação do Ultimato britânico e, por outro, o regicídio e o fim da monarquia, num contexto onde as novas tecnologias de comunicação vinham aumentar o alcance e a popularidade das informações e das mensagens, a captura do “rei selvagem” e a sua vinda para a metrópole deram origem a uma produção iconográfica em variados suportes. A estética corporal, os anéis nos tornozelos e a coroa de cera tornaram-se elementos simbólicos da alteridade representada por Gungunhana ao longo de décadas. O rei foi sem dúvida o negro mais famoso do Império Português até aos anos 60 e a popularidade que ganhou, antes e depois da captura em Chaimite, fez dele um verdadeiro prisma das diferentes representações do “Outro”. A sua iconografia pode revelar muito sobre a mentalidade das épocas e dos sucessivos contextos de produção e receção.
ER  -