Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Estêvão, T. & Espanha, R. (2021). A relação terrorismo e media: o papel da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) na regulação de conteúdos de media sobre terrorismo em Portugal. Estudos em Comunicação. 33, 57-96
Exportar Referência (IEEE)
T. M. Estêvão and R. M. Silva,  "A relação terrorismo e media: o papel da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) na regulação de conteúdos de media sobre terrorismo em Portugal", in Estudos em Comunicação, no. 33, pp. 57-96, 2021
Exportar BibTeX
@article{estêvão2021_1716160343511,
	author = "Estêvão, T. and Espanha, R.",
	title = "A relação terrorismo e media: o papel da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) na regulação de conteúdos de media sobre terrorismo em Portugal",
	journal = "Estudos em Comunicação",
	year = "2021",
	volume = "",
	number = "33",
	doi = "10.25768/20.04.03.33.04",
	pages = "57-96",
	url = "http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/ec/about"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - A relação terrorismo e media: o papel da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) na regulação de conteúdos de media sobre terrorismo em Portugal
T2  - Estudos em Comunicação
IS  - 33
AU  - Estêvão, T.
AU  - Espanha, R.
PY  - 2021
SP  - 57-96
SN  - 1646-4974
DO  - 10.25768/20.04.03.33.04
UR  - http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/ec/about
AB  - O enquadramento noticioso (framing) associado ao terrorismo tem sido, enquanto temática académica, investigada no âmbito de diversas áreas das Ciências Sociais.
Os media, aplicando esquemas interpretativos, classificam e interpretam as informações que nos chegam diariamente. Os mesmos, influenciam as perceções das audiências referentes ao terrorismo, destacando ou omitindo certos assuntos e matérias.
Este artigo trata o tema do framing noticioso associado ao terrorismo, distinguindo o medo referente ao “outro”, ao que é diferente, sustentado pelos media, através de uma cobertura episódica ou temática de acontecimentos. Realiza ainda, um retrato a nível nacional das participações à ERC e suas deliberações, referentes à cobertura noticiosa dos mesmos acontecimentos terroristas. Por último, analisa os frames prevalecentes nas peças noticiosas identificadas pela ERC.

ER  -