Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Ferreira, J. & Pena, M. (2021). La familia: un recurso de intervención social en tiempos de incertidumbre. Areas. Revista Internacional de Ciencias Sociales. 42, 155-169
Exportar Referência (IEEE)
J. M. Ferreira and M. J. Pena,  "La familia: un recurso de intervención social en tiempos de incertidumbre", in Areas. Revista Internacional de Ciencias Sociales, no. 42, pp. 155-169, 2021
Exportar BibTeX
@article{ferreira2021_1660590133654,
	author = "Ferreira, J. and Pena, M.",
	title = "La familia: un recurso de intervención social en tiempos de incertidumbre",
	journal = "Areas. Revista Internacional de Ciencias Sociales",
	year = "2021",
	volume = "",
	number = "42",
	doi = "10.6018/areas",
	pages = "155-169",
	url = "https://revistas.um.es/areas/about"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - La familia: un recurso de intervención social en tiempos de incertidumbre
T2  - Areas. Revista Internacional de Ciencias Sociales
IS  - 42
AU  - Ferreira, J.
AU  - Pena, M.
PY  - 2021
SP  - 155-169
SN  - 0211-6707
DO  - 10.6018/areas
UR  - https://revistas.um.es/areas/about
AB  - Neste artigo refletimos sobre o papel da ação social na promoção de bem-estar em períodos de crise e no presente, durante o período pandémico. O exercício do Serviço Social na sociedade é aplicado por assistentes sociais que, embora seja um recurso especializado, tem uma fraca autonomia do profissional na tomada de decisão, um fraco reconhecimento do saber teórico do assistente social pelos decisores institucionais e trabalha maioritariamente em equipas uniprofissionais. Mas o assistente social sendo um profissional especializado tem uma formação teórico-prática sustentada na aquisição de competências teóricas, instrumentais e práticas para uma intervenção na complexidade, incluindo o trabalho em rede e a advocacia e o treino da observação da realidade social em que a pessoa se insere. O assistente social, como profissional da relação e da comunicação, desempenha uma forte atividade de mediação na conexão dos diferentes agentes para uma mudança social sustentável. Na elaboração do artigo utilizamos uma metodologia qualitativa baseada em técnicas de observação da realidade social ao nível institucional e comunitário, de pesquisa e análise documental. O artigo instiga à reflexão profissional, à inovação das abordagens de intervenção e a uma nova matriz de pensar a ação social emancipatória e promotora de maior inclusão social numa forte e efetiva aplicação de direitos humanos para o desenvolvimento social e humano. Destacamos a necessidade das intervenções públicas na prossecução de objetivos coletivos fundamentados numa estratégia de desenvolvimento que promova um futuro mais sustentável e equitativo. Se, por um lado, a pandemia veio salientar a necessidade de políticas mais equitativas e sustentáveis, baseadas no diálogo social, e igualmente importante alargar a reflexão sobre a proteção social a domínios como a regulamentação do teletrabalho e promover uma maior disponibilidade da sociedade para mobilizar recursos financeiros, contribuindo para a minimização de riscos através da Segurança Social e aumentar a confiança do público nas instituições sociais.
ER  -