Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Botelho, M. do C., Calapez, T. & Ramos, M. (2012). O efeito do formato das respostas no tratamento de itens e escalas tipo Likert. In Associação Portuguesa de Sociologia (Ed.), VII Congresso Português de Sociologia. Sociedade, Crises e Reconfigurações. Porto: Associação Portuguesa de Sociologia.
Exportar Referência (IEEE)
M. D. Botelho et al.,  "O efeito do formato das respostas no tratamento de itens e escalas tipo Likert", in VII Congr.o Português de Sociologia. Sociedade, Crises e Reconfigurações, Associação Portuguesa de Sociologia, Ed., Porto, Associação Portuguesa de Sociologia, 2012
Exportar BibTeX
@inproceedings{botelho2012_1716228914235,
	author = "Botelho, M. do C. and Calapez, T. and Ramos, M.",
	title = "O efeito do formato das respostas no tratamento de itens e escalas tipo Likert",
	booktitle = "VII Congresso Português de Sociologia. Sociedade, Crises e Reconfigurações",
	year = "2012",
	editor = "Associação Portuguesa de Sociologia",
	volume = "",
	number = "",
	series = "",
	publisher = "Associação Portuguesa de Sociologia",
	address = "Porto",
	organization = "Associação Portuguesa de Sociologia",
	url = "https://associacaoportuguesasociologia.pt/vii_congresso/"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - O efeito do formato das respostas no tratamento de itens e escalas tipo Likert
T2  - VII Congresso Português de Sociologia. Sociedade, Crises e Reconfigurações
AU  - Botelho, M. do C.
AU  - Calapez, T.
AU  - Ramos, M.
PY  - 2012
CY  - Porto
UR  - https://associacaoportuguesasociologia.pt/vii_congresso/
AB  - Em 1932, para medir noções complexas como crenças, perceções ou opiniões, Likert preconizou a
utilização de afirmações, cada uma delas a ser pontuada numa valoração de um a cinco, de acordo
com o grau de concordância do respondente. Desde essa altura, várias alternativas de formatação das
respostas foram sugeridas, diferindo quer no número de pontos a utilizar, quer nos descritores verbais
incluídos e, mais recentemente, propondo a substituição de um conjunto finito de opções de resposta
por uma linha contínua.
Nesta comunicação pretende-se analisar em que medida o formato de resposta oferecido condiciona os
resultados obtidos. Mediram-se as percepções acerca da Matemática, em três dimensões (enquanto
domínio masculino, importância de compreensão dos conceitos eutilidade), cada uma delas composta
por seis itens. Construíram-se quatro tipos de questionários: em dois deles as afirmações são avaliadas
através do posicionamento num segmento de recta, sendo o primeiro etiquetado nos extremos e no
ponto central e o segundo apenas nos extremos; no terceiro são usados itens de Likert com 5 pontos,
todos etiquetados (discordo completamente, discordo, não concordo nem discordo, concordo e
concordo completamente); o último tipo de questionário difere do anterior por ter apenas os extremos
etiquetados.
Serão apresentados os resultados da comparação das respostas item a item e também das escalas
obtidas por soma dos respectivos itens teoricamente definidos.
ER  -