Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Sebastião, João, Nunes, S., Gonçalves, E. & undefined (2022). Cidadania e intervenção pela arte em contextos urbanos desfavorecidos: notas sobre a avaliação de um projeto. XVI Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE) "Educação e Cidades Tempos, espaços, atores e culturas".
Exportar Referência (IEEE)
J. M. Sebastião et al.,  "Cidadania e intervenção pela arte em contextos urbanos desfavorecidos: notas sobre a avaliação de um projeto", in XVI Congr.o da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE) "Educação e Cidades Tempos, espaços, atores e culturas", 2022
Exportar BibTeX
@misc{sebastião2022_1716920214643,
	author = "Sebastião, João and Nunes, S. and Gonçalves, E. and undefined",
	title = "Cidadania e intervenção pela arte em contextos urbanos desfavorecidos: notas sobre a avaliação de um projeto",
	year = "2022"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - Cidadania e intervenção pela arte em contextos urbanos desfavorecidos: notas sobre a avaliação de um projeto
T2  - XVI Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE) "Educação e Cidades Tempos, espaços, atores e culturas"
AU  - Sebastião, João
AU  - Nunes, S.
AU  - Gonçalves, E.
AU  - undefined
PY  - 2022
AB  - A investigação sobre a relação entre processos de segregação escolar e socio espacial mostra que as escolas situadas em contextos urbanos conflituais fornecem aos seus alunos poucos instrumentos para compreender e agir sobre as suas trajetórias escolares. A colaboração de uma equipa de investigação com um projeto de intervenção socioeducativa através da arte num bairro social de Lisboa, criou a oportunidade para refletir sobre a utilização de novas estratégias (não formais) no desenvolvimento de programas de educação urbana, centrados na prevenção dos riscos de abandono escolar precoce e de exclusão social de crianças e jovens. 
Foi seguida uma metodologia mista, que combinou recolha e análise de dados quantitativos e qualitativos (informação estatística, análise documental; observação não participante; conversas informais; registos fotográficos; entrevistas semidiretivas e a participação em reuniões de planeamento), no acompanhamento de um workshop de fotografia com crianças e jovens, que decorreu ao longo de vários meses. Esta atividade demostrou como a reflexão promovida pela intervenção artística contribuiu para que crianças confrontadas com um contexto urbano particularmente adverso e com baixas expectativas quanto à utilidade da escolarização, melhorassem a autoimagem e fortalecessem algumas competências – a autoconfiança, sentido de responsabilidade e capacidade de comunicação em contextos não habituais; bem como, o reconhecimento positivo por parte dos moradores do bairro e interações mais positivas com as instituições exteriores ao bairro - competências essenciais para o acesso a uma cidadania plena.
A colaboração da equipa de investigação com a ONG possibilitou a mediação entre os universos culturais e simbólicos da equipa de intervenção e as crianças e a comunidade, assim como para a descodificação da complexidade social, promovendo a capacidade reflexiva e formas de pensamento crítico sobre a realidade social intervencionada, com contributos relevantes para o sucesso dos objetivos do projeto.

ER  -