Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Cipriano, G. & Martins, S. da C. (2023). Avaliação das aprendizagens em Portugal durante a pandemia. In Fonseca, D., Neto-Mendes, A., Gonçalves, M., Ventura, A., and Costa, J. A. (Ed.), A gestão da incerteza na educação: (Des)continuidades e desafios: Livro de atas do X Simpósio de Organização e Gestão Escolar. (pp. 191-210). Aveiro: UA Editora.
Exportar Referência (IEEE)
G. D. Cipriano and S. C. Martins,  "Avaliação das aprendizagens em Portugal durante a pandemia", in A gestão da incerteza na educação: (Des)continuidades e desafios: Livro de atas do X Simpósio de Organização e Gestão Escolar, Fonseca, D., Neto-Mendes, A., Gonçalves, M., Ventura, A., and Costa, J. A., Ed., Aveiro, UA Editora, 2023, pp. 191-210
Exportar BibTeX
@inproceedings{cipriano2023_1716165105875,
	author = "Cipriano, G. and Martins, S. da C.",
	title = "Avaliação das aprendizagens em Portugal durante a pandemia",
	booktitle = "A gestão da incerteza na educação: (Des)continuidades e desafios: Livro de atas do X Simpósio de Organização e Gestão Escolar",
	year = "2023",
	editor = "Fonseca, D., Neto-Mendes, A., Gonçalves, M., Ventura, A., and Costa, J. A.",
	volume = "",
	number = "",
	series = "",
	doi = "10.48528/kc4m-sa71",
	pages = "191-210",
	publisher = "UA Editora",
	address = "Aveiro",
	organization = "Universidade de Aveiro",
	url = "http://hdl.handle.net/10773/39458"
}
Exportar RIS
TY  - CPAPER
TI  - Avaliação das aprendizagens em Portugal durante a pandemia
T2  - A gestão da incerteza na educação: (Des)continuidades e desafios: Livro de atas do X Simpósio de Organização e Gestão Escolar
AU  - Cipriano, G.
AU  - Martins, S. da C.
PY  - 2023
SP  - 191-210
DO  - 10.48528/kc4m-sa71
CY  - Aveiro
UR  - http://hdl.handle.net/10773/39458
AB  - O estado de emergência provocado pela pandemia covid-19, marcado pela incerteza dos riscos sanitários para a saúde pública, impôs ao governo português, escolas e professores uma gestão dinâmica deste cenário de crise. Neste contexto de grande imprevisibilidade, com o espaço físico das escolas encerrado e estabelecido o ensino remoto de emergência, os tradicionais desafios da avaliação das aprendizagens tornaram-se ainda mais complexos.
Face a esta situação de grande disrupção, houve a necessidade de o governo português produzir legislação extraordinária para regular os processos de avaliação externa e avaliação interna das aprendizagens. Considerando os desafios e as soluções encontradas pelo governo, escolas e professores, todo este período de confinamento provocou, não só em Portugal como um pouco por todo o mundo, uma forçada reflexão sobre as práticas, propósitos e uso da avaliação das aprendizagens, questionando ainda a centralidade de instrumentos de avaliação como testes ou exames nacionais.
Com este artigo, no âmbito do X Simpósio de Organização e Gestão Escolar promovido pela Universidade de Aveiro, através da análise de estudos e indicadores estatísticos, pretende-se evidenciar alguns impactos da pandemia nas práticas de avaliação das aprendizagens em Portugal. Pretende-se ainda abordar algumas implicações das políticas de avaliação das aprendizagens produzidas pelo Governo português durante a primeira fase da pandemia na (des)continuidade nas práticas de avaliação até agora existentes. Mais ainda, coloca-se em evidência mudanças nos propósitos e uso da avaliação das aprendizagens durante este período.

ER  -