Publicação em atas de evento científico
O emprego juvenil a tempo parcial na Europa
Luísa Oliveira (Oliveira, L.); Helena Carvalho (Carvalho, H.); Luísa Veloso (Luísa Veloso);
Trabalho, organizações e profissões: recomposições conceptuais e desafios empíricos
Ano
2013
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Este artigo analisa o emprego juvenil em regime de tempo parcial na União Europeia (UE). Apresentam-se as principais linhas de discussão teórica sobre esta modalidade de emprego. Com base nos dados do Eurostat analisa-se a evolução do emprego juvenil a tempo parcial nos últimos 20 anos e a sua relação com os níveis de habilitação. Identificam-se ainda padrões de empregabilidade juvenil a tempo parcial, com base nas razões invocadas pelos jovens para terem esta modalidade de emprego. Conclui-se que esta modalidade de emprego cresceu em todos os países naquele período de tempo, apesar das diferenças entre eles, e que há diferentes padrões de empregabilidade juvenil na EU. Nos países do norte, centro e mesmo do leste da Europa, o emprego a tempo parcial é uma opção dos jovens, num modelo de vida que concilia escola e trabalho. Nos países do sul da Europa, ao contrário, verifica-se uma dissociação entre vida escolar e vida de trabalho e o emprego a tempo parcial é um constrangimento face à ausência de alternativas de emprego a tempo inteiro.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
emprego juvenil,emprego a tempo parcial,padrões de empregabilidade juvenil,relação escola/trabalho