Ciência-IUL    Autores    Salomé Marivoet    Currículo
Resumo CV

Doutorada, mestre e licenciada em Sociologia pelo ISCTE-IUL, actualmente investigadora integrada do CIES-IUL. Foi Professora Associada da ULHT (2012-2017), onde desempenhou funções de diretora do CPES-Centro de Pesquisa e Estudos Sociais, da  Licenciatura em Sociologia e do Mestrado em Sociologia do Desporto, Organização e Desenvolvimento. Foi Professora Auxiliar da FCDEF-UC (2003-2012), Assistente da FMH-UL (1991-2012), e Socióloga da DGD/ IPDJ (1986-1991).

Membro da Comissão de Ciência e Desenvolvimento do COP - Comité Olímpico de Portugal, e do Network "Sport for Social Inclusion and Development - Alliances for private-public action plans" da UNESCO, ambos desde 2017, e da Comissão Nacional de Acompanhamento de 2004 – O Ano Europeu da Educação pelo Desporto (2003-2004). Conselheira do Conselho Nacional do Desporto e do Conselho para a Ética e Segurança no Desporto (2007-2013), e do Conselho de Ética da FCDEF-UC (2010-2016).

Tem vindo a desenvolver projetos de investigação nas áreas disciplinares da Sociologia, em particular da Ética, Desporto, Comunicação, Cultura, Lazer, Género e Religião. Os projectos de investigação desenvolvidos aprofundam problemáticas diferenciadas, tais como a dimensão social da ética; ética do desporto e Olimpismo; violência, corrupção e dopagem no desporto; prevenção e segurança; média desportivos; hábitos desportivos;  grandes eventos desportivos,  produção de identidades; assimetrias de género no desporto; discriminação; novas formas religiosas nas sociedades contemporâneas; inclusão social pelo desporto.

Orientadora de teses de Mestrado, Doutoramento e Pós-Doc nas áreas temáticas do Desporto: Oferta e Procura, Gestão, Lazer, Ética, Olimpismo, Violência, Prevenção e Segurança, Desporto Paralímpico e Inclusão Social pelo Desporto.

Foi avaliadora do European Project SPIN - Sport Inclusion Netwok (2010-2011 e 2014-2017), e do European Project Good Hosting, Fewer Problems information and training for institutions, social workers and police in preparation of Euro 2004 (in the field of prevention).

Membro do Board da ISSSS - International Society for the Social Sciences of Sport, desde 2013. Foi vogal da direcção da Associação Portuguesa de Sociologia (2002-2004) e do Extended Board of ISSA - International Association of Sociology of Sport (1996-2000).

É autora de um número alargado de comunicações e publicações nacionais e internacionais.

 

Principais Publicações (Marivoet,S)

15 Nacionais

[1] Marivoet, S. (2018). A inclusão social através do desporto: novos desafios na Intervenção Social. Lusíada. Intervenção Social, nº 47/48, 191-204.  http://repositorio.ulusiada.pt/bitstream/11067/4017/3/is_47_48_2016_8.pdf

[2] Silva, G. C. & Marivoet, S. (2018). Rutura e (re)construção de estereótipos de género. O caso do futebol feminino. In Constantino, J.M & Machado, M. (coords), Desporto, Género e Sexualidade (pp. 145-167). Lisboa: Visão & Contextos.

[3] (2016). Ética do Desporto Princípios, Práticas e Conflitos. Análise sociológica do caso português durante o Estado Democrático do século XX - Tomo I. Saarbrücken: Novas Edições Acadêmicas.

[4] (2015). Futebol: Um desporto de paixões e milhões. In Serra, C. (Coord.), Cadernos de Ciências Sociais – O que é Futebol? (pp. 13-40). Lisboa: Escolar Editora.

[5] Marques, M. & Marivoet, S. et al. (2015). Abordagem mediática sobre o desporto paralímpico: perspectivas de atletas portugueses. Revista Motricidade, vol. 11, n. 3, 123-147.

[6] (2014a). Ética, desporto e violência. In M. Renaud (coord), Ética e Valores no Desporto (pp. 141-154). Porto: Edições Afrontamento. 

[7] (2014b). O desporto como Palco de Proximidade e Inclusão Social. In Sanches, I. (org.), Para uma Educação Inclusiva. Dos Conceitos às Práticas, Volume III (pp. 9-24). Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas.

[8] (2013b). Inclusão Social no e pelo Desporto. Um desafio do Século XXI. In P. M. Pinto (coord.), Olímpico. Os jogos num percurso de valores e de significados (pp. 91- 98). Porto: Edições Afrontamento.

[9] (2012). A Acção dos Média na Regulação Ética do Campo Desportivo. Um estudo de caso em Portugal durante o Estado democrático do século XX. In J.C. Marques e O.J. Morais (orgs.), Esportes na Idade Mídia: diversão, informação e educação (pp. 77-102). São Paulo: Edições Intercom.

[10] (2009). Subculturas de adeptos de futebol e hostilidades violentas - O caso português no contexto europeu. Revista de Sociologia Configurações, n.º 5/6, 279-289.

[11] (2006a).Euro 2004 TM  Um evento global em Portugal [Euro 2004TM A global mega- event in Portugal]. Lisboa: Livros Horizonte (143 p.).

[12] (2005a). O Desporto como meio de inclusão social nos estabelecimentos prisionais. Revista Horizonte, vol. XX - nº 119, 30-33.

[13] (2005b). Prática Desportiva nos Estilos de Vida dos Europeus: Obstáculos e Tendências. In R. M. Gomes (org.) Os Lugares do Lazer (39-53). Lisboa: IDP.

[14] (2001). Hábitos Desportivos da População Portuguesa [Sports Habits of the Portuguese Population]. Lisbon: MJD/INFED (194 p.).

[15] (1998). Aspectos Sociológicos do Desporto [Sociological Aspects of Sport ] (1). Lisboa: Livros Horizonte (127 p.).

 

15 Internacionais

 

[1] (2016a). Le Spectacle. Conditions matérielles et bénéficies symboliques. In Football. À la limite Hors Jeu (pp. 36-39). Bordeaux: Musée d'Aquitaine.

[2] (2016b). Midiendo de la participación deportiva. Un análisis de los hábitos deportivos de la población portuguesa. In R. Llopis Goig (ed.) Participation Deportiva en Europe (pp. 339-358). Barcelona: Editorial UOC.http://www.editorialuoc.cat/participacion-deportiva-en-europa

[3] (2014). Challenge of Sport Towards Social Inclusion and Awareness Raising Against any Discrimination . Physical Culture and Sport. Studies and Research, vol. LXIII, 3-11. Retrieved from: https://www.degruyter.com/view/j/pcssr.2014.63.issue-1/pcssr-2014-0017/pcssr-2014-0017.xml

[4] (2011). The Ethical Problems of Doping in Sport, Facts and Regulation Process: The Portuguese Case in the International Framework. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, 11(1) (Supl.1), 346-348.

[5] (2010). Sociological Approach on Sports Ethics in a Context of Social Change", Physical Culture and Sport. Studies and Research, vol. XLIX: 39-52.

https://content.sciendo.com/view/journals/pcssr/49/1/article-p39.xml

[6] (2010). Sous-cultures de fans de football et violence au Portugal”, Cahiers de la sécurité, n.º 11 (janvier-mars) : 129-139.

[7] (2009). Subcultures of Football Fans and Violent Hostilities”, in Full Papers 9th Conference of ESA-European Sociological Association. CD_ROM Edition.
http://127.0.0.1:4001/FILES/RN27_FullPaper_841.pdf 

[8] (2007). UEFA Euro 2004TM - A Great opportunity for Portugal to be recognized worldwise”, em Jütting, D. H., et al. (eds.), Local Sport in Europe. 4th EASS Conference. European Assocation for Sociology of Sport. Abstract Book. Münster:WW-UM (p. 58).

[9] (2006) “UEFA Euro 2004TM Portugal: The social construction of a sports mega-event and spectacle”, in J. Horne e W. Manzenreiter (eds) Sports Mega-Events: Social Scientific Analyses of a Global Phenomenon (pp. 125-143). Oxford: Blackwell Publishing.

[10] (2005). Euro 2004. In Berkshire Encyclopedia of World Sport. EUA: Berkshire Publisher.

[11] (2002a). Violent Disturbances in Portuguese Football. In Eric Dunning et al. (eds) Fighting Fans. Football Hoolliganism as a World Phenomenon (pp.158-173). Dublin: University College Dublin Press.

[12] (2002b). Asymétries dans la Participation Sportive. Les cas du Portugal et de l’Espagne dans le contexte européen. Revue SOE – Sud-Ouest Européen, 13, 105-112.

[13] (2002c). Le Public des Stades de Football. In M. Comeron et P. Vanbellingen (coords.), La prevention de la violence dans les stades de football en Europe (pp. 22- 28). Liège : Eurofan.

[14] (2002d). The Public at Football Stadiums. In M. Comeron & P. Vanbellingen (coords), Prevention of Violence in Football Stadiums in Europe (pp. 24-30). Liège: Eurofan [15]

[15] (2000). in co-authorship with Cláudia Pinheiro, Portugal. In J. Coakley & E. Dunning (eds.), Handbook of Sports Studies (pp. 553-554). London: Sage Publications.


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Qualificações Académicas
Universidade/Instituição Tipo Curso Período
ISCTE-IUL
Sociologia - Portugal - Lisboa
Doutoramento Sociologia 2002 - 2008
ISCTE-IUL
Sociologia - Portugal - Lisboa
Mestrado Sociologia 1990 - 1994
ESBAL-UL
Arquitetura - Portugal - Lisboa
Diploma de Estudos Avançados Estudos Urbanos e Habitação 1986 - 1986
ISCTE-IUL
Sociologia - Portugal - Lisboa
Licenciatura Sociologia 1981 - 1985
Áreas de Investigação
Sociologia do Desporto, Discriminação, Género, Ética e Inclusão Social através do Desporto
Sociologia Ciências Sociais