Referências nos Media
Notícia - Público
O posfácio do livro foi deixado ao politólogo Tiago Fernandes do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, que considera que o percurso político de José Luís Carneiro é "indissociável do sucesso político do PS" que desde 2015 se "manteve ancorado na tradição clássica do socialismo democrático" e se distanciou das correntes tanto do "liberalismo social" como do "radicalismo esquerdista urbano e estatizante".  
Antena 1
Análise - Antena 1
Qualidade da democracia em Portugal
A qualidade da democracia em Portugal é suficientemente robusta para que a sociedade portuguesa resista ao Chega, que apesar do crescimento, pode ter alcançado um limite máximo de votação. É a convicção de Tiago Fernandes, investigador e professor de Ciência Política do Iscte. Ele apresenta hoje no Fórum das Políticas Públicas dados de um livro intitulado "Qualidade Democrática no Sul da Europa". Vai ser apresentado em maio nos Estados Unidos. Ouvido pela Antena 1 este investigador assinala que, no contexto nacional e internacional, este momento é propício ao crescimento dos partidos populistas alimentados sobretudo pelos votos de quem se tem mantido na abstenção. Declarações de Tiago Fernandes, investigador e professor de Ciência Política do Iscte e Maria de Lurdes Rodrigues, Reitora do scte e antiga Ministra da Educação.
Antena 1
Entrevista - Antena 1
Apresentação do livro "Qualidade Democrática no Sul da Europa"
A qualidade da democracia em Portugal é suficientemente robusta para a sociedade portuguesa resistir ao partido Chega que, apesar do crescimento nas últimas eleições, pode ter alcançado o limite máximo de votação. Declarações de Tiago Fernandes, investigador e autor do livro "Qualidade Democrática no Sul da Europa".
Notícia - Público
Tiago Fernandes afirma que a votação no Chega pode resumir-se numa palavra: “Insegurança. Insegurança no acesso aos serviços público e insegurança com a falta de habitação  
Público
Artigo - Público
Apoiantes do Chega são menos radicais do que os líderes do partido
Inquérito mostra que muitos eleitores do Chega não se interessam por política. Têm ideias conservadoras, mas também ideias próximas às de eleitores de outros partidos. O estudo dirigido por Fernandes, Populismo em Portugal? Democracia, Migrações e Estado Social aos Olhos dos Portugueses, ajuda a construir o perfil dos simpatizantes dos vários partidos
Antena 1
Entrevista - Antena 1
Qualidade da democracia em Portugal
A qualidade da democracia em Portugal é suficientemente robusta para que a sociedade portuguesa resista ao Chega, que apesar do crescimento, pode ter alcançado um limite máximo de votação. É a convicção de Tiago Fernandes, investigador e professor de Ciência Política do ISCTE que apresenta hoje no Fórum das Políticas Públicas alguns dados de um livro intitulado "Qualidade Democrática no Sul da Europa". Ouvido pela Antena 1 este investigador assinala que o contexto atual é propício ao crescimento dos partidos populistas alimentados sobretudo pelos votos de quem se tem mantido na abstenção. Tiago Fernandes diz também que existem falhas nas políticas públicas e na preservação do estado social que motivam o crescimento de um partido populista. Declarações de Tiago Fernandes, investigador e professor de Ciência Política do ISCTE.
Público
Análise - Público
Portugal cai quatro lugares no ranking de democracias do mundo
Depois de em 2019 ter conseguido o 8.º lugar, Portugal caiu para o 26.º lugar em 2023. Por todo o mundo, os regimes autocráticos ganham terreno
Portugal caiu para o 26.º lugar das democracias do mundo em 2023, mas ainda continua a ocupar uma posição favorável, depois de em 2019 ter conseguido o 8.º lugar no ranking. Por todo o mundo, os regimes autocráticos ganham força. 
A revolução portuguesa de 1974 teve uma consequência bastante rara historicamente, ao ser a génese de uma democracia liberal, afirmou hoje, em Lisboa, o investigador Tiago Fernandes. "A maior parte das revoluções ao longo da história, pelo menos desde .