Adaptação e validação de uma versão portuguesa da escala SWAAT (Social Work Admission Assessment Tool)
Adaptação e validação de uma versão portuguesa da escala SWAAT (Social Work Admission Assessment Tool)
Descrição

O envelhecimento demográfico aliado ao aumento progressivo da esperança média de vida e, do alargamento da dependência funcional, constituem necessidades adicionais dos cuidados de saúde em Portugal.  Os assistentes sociais são profissionais que abordam diretamente as preocupações sociais, comportamentais e emocionais da pessoa doente, das suas redes de apoio para garantir uma alta hospitalar com segurança e bem-estar. Apoiam ainda, as estruturas intervenientes, na eficácia organizacional, na disponibilidade de camas para internamentos eletivos ou de urgência e a estandardização da gestão das altas hospitalares (The Health Boards Executive, 2003; Masfret, 2012). 

Os serviços de urgência são a principal porta de entrada do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Neste contexto há doentes que apresentam, para além da situação clinica, vivenciam momentos de grande fragilidade, ansiedade e angústia. Os motivos/fatores pelos quais é solicitada/sinalizada a intervenção do assistente social podem ser divergentes e dispares, ficando à consideração do bom senso e/ou sensibilidade do profissional que realiza a triagem clínica e/ou o acolhimento no internamento. Do exposto, compreende-se a importância de dispor de um instrumento que garanta que a atuação “dos profissionais se encontre definida e parametrizada para que as necessidades, direitos, e expectativas da pessoa doente venham a ser satisfeitos” (DGS – PNS 2012-2016:8), promovendo o acesso e a equidade aos cuidados sociais. Neste contexto pretende-se incluir a utilização da escala Social Work Admission Assessment Tool (SWAAT) (Boutin-Foster, et al. 2005) no contexto hospitalar português, vindo a permitir aos profissionais de saúde hospitalar a identificação objetiva das necessidades clínicas, funcionais e sociais dos utentes no momento da admissão.

 

Equipa de Investigação:

Maria Inês L.A. Espírito Santo (Assistente Social do CHULC e Investigadora Associada do CIES - ISCTE)

Sofia Pinheiro (Médica Internista, CHULC, Adjunta clinica do CA)

Helena Carvalho (Docente e investigadora do ISCTE-IUL)

Vanessa Salgueiro (Enfermeira no Serviço de Urgência do CHULC)

 

 

 

Desafio

Em Portugal não existem instrumentos de medida que permitam identificar os utentes que têm necessidades complexas de planeamento de alta e que exijam uma avaliação precoce dos assistentes sociais na área da saúde. Assim, a equipa de investigação propõe-se validar a escala SWAAT para ser aplicada em contexto português. 

Parceiros Internos
Centro de Investigação Grupo de Investigação Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
CIES-Iscte Família, Gerações e Saúde Parceiro 2021-10-01 2022-05-31
Parceiros Externos
Instituição País Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central (CHULC ) Portugal Parceiro 2021-10-01 2022-05-31
Equipa de Projeto
Nome Afiliação Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
Helena Carvalho CIES-Iscte [Sociedade do Conhecimento, Competências e Comunicação] Investigadora 2021-10-01 2022-05-31
Maria Inês E. Santo CIES-Iscte [Política e Cidadania] Coordenadora Global 2021-10-01 2022-05-31
Financiamentos do Projeto

Não foram encontrados registos.

Outputs (Publicações)

Não foram encontrados registos.

Outputs (Outros)

Não foram encontrados registos.

Ficheiros do projeto

Não foram encontrados registos.

Adaptação e validação de uma versão portuguesa da escala SWAAT (Social Work Admission Assessment Tool)
2021-10-01
2022-05-31