Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Calheiros, M. M., Lima, M. L.  & Silva, C. (2012). Extravasamento trabalho-família: quando é que as condições de trabalho contribuem para práticas maternas abusivas? = Extravasation work-family: when working conditions contribute to maternal abusive practices?. Aletheia. 37, 23-41
Exportar Referência (IEEE)
M. M. Calheiros et al.,  "Extravasamento trabalho-família: quando é que as condições de trabalho contribuem para práticas maternas abusivas? = Extravasation work-family: when working conditions contribute to maternal abusive practices?", in Aletheia, no. 37, pp. 23-41, 2012
Exportar BibTeX
@article{calheiros2012_1660406601837,
	author = "Calheiros, M. M. and Lima, M. L.  and Silva, C.",
	title = "Extravasamento trabalho-família: quando é que as condições de trabalho contribuem para práticas maternas abusivas? = Extravasation work-family: when working conditions contribute to maternal abusive practices?",
	journal = "Aletheia",
	year = "2012",
	volume = "",
	number = "37",
	pages = "23-41",
	url = "http://pepsic.bvsalud.org/pdf/aletheia/n37/n37a03.pdf"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Extravasamento trabalho-família: quando é que as condições de trabalho contribuem para práticas maternas abusivas? = Extravasation work-family: when working conditions contribute to maternal abusive practices?
T2  - Aletheia
IS  - 37
AU  - Calheiros, M. M.
AU  - Lima, M. L. 
AU  - Silva, C.
PY  - 2012
SP  - 23-41
SN  - 1413-0394
UR  - http://pepsic.bvsalud.org/pdf/aletheia/n37/n37a03.pdf
AB  - Na análise do equilíbrio trabalho-família, tem-se salientado o efeito de extravasamento (spillover). Neste estudo, realizado por entrevista semiestruturada a uma amostra de 102 mães portuguesas (incluindo 79 sinalizadas por mau trato e negligência), abordam-se os impactos da situação profissional das mães nas práticas parentais abusivas. Os resultados sugerem, como prevíamos, que a relação da situação profissional (estatuto e horas de trabalho) com a parentalidade abusiva não é directa, mas moderada por algumas variáveis psicossociais. Encontraram-se efeitos de extravasamento negativo para o mau trato materno em condições de fracos recursos pessoais percebidos e de insatisfação laboral; o extravasamento negativo para negligência materna ocorre apenas quando há pouco controlo percebido sobre a situação de trabalho ou atribuições internas de incapacidade. Por outro lado, o efeito de extravasamento pode ser positivo quando as mães atribuem os problemas laborais a factores externos (e.g., condições de trabalho).
ER  -