Ciência-IUL    Publicações    Descrição Detalhada da Publicação    Exportar

Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Ferreiro, M. De F., Salavisa, I. & Bizarro, S. (2020). O sistema alimentar em Portugal: transições para a sustentabilidade e políticas públicas. CIDADES, Comunidades e Territórios. 41, 177-195
Exportar Referência (IEEE)
M. D. Ferreiro et al.,  "O sistema alimentar em Portugal: transições para a sustentabilidade e políticas públicas", in CIDADES, Comunidades e Territórios, no. 41, pp. 177-195, 2020
Exportar BibTeX
@article{ferreiro2020_1618055176977,
	author = "Ferreiro, M. De F. and Salavisa, I. and Bizarro, S.",
	title = "O sistema alimentar em Portugal: transições para a sustentabilidade e políticas públicas",
	journal = "CIDADES, Comunidades e Territórios",
	year = "2020",
	volume = "",
	number = "41",
	doi = "10.15847/cct.20500",
	pages = "177-195",
	url = "https://revistas.rcaap.pt/cct/about"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - O sistema alimentar em Portugal: transições para a sustentabilidade e políticas públicas
T2  - CIDADES, Comunidades e Territórios
IS  - 41
AU  - Ferreiro, M. De F.
AU  - Salavisa, I.
AU  - Bizarro, S.
PY  - 2020
SP  - 177-195
SN  - 1645-0639
DO  - 10.15847/cct.20500
UR  - https://revistas.rcaap.pt/cct/about
AB  - Este artigo tem como objetivo a identificação e análise crítica das políticas públicas com um papel chave na transição do sistema alimentar para um modelo sustentável através da referência ao caso português. A investigação dá resposta à seguinte pergunta: quais são as políticas públicas a mobilizar na transição do sistema alimentar português para formas mais sustentáveis? Após a revisão de literatura, com referência a alguns dos debates e conceitos centrais da problemática da transição do sistema alimentar, serão identificadas políticas públicas, europeias e nacionais, com grande impacto na transição do sistema alimentar para a sustentabilidade. O Pacto Ecológico Europeu constitui o ponto de partida. Seguem-se a Política Agrícola e de Desenvolvimento Rural Comum, a Política de Coesão Territorial, a Política de Ordenamento do Território e a Política de Aquisições Públicas. A importância da dimensão territorial e a necessidade de maior integração e coerência das políticas públicas para a transformação do sistema alimentar são as principais conclusões da investigação apresentada.
ER  -