Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Duarte, C., Esperança, J., Curto, J. & Santos, M. (2010). Desmistificação do diferencial de remunerações nas empresas. A segregação como verdadeira determinante. ALCANCE. 17  (4), 383-400
Exportar Referência (IEEE)
C. Duarte et al.,  "Desmistificação do diferencial de remunerações nas empresas. A segregação como verdadeira determinante", in ALCANCE, vol. 17 , no. 4, pp. 383-400, 2010
Exportar BibTeX
@article{duarte2010_1713453196708,
	author = "Duarte, C. and Esperança, J. and Curto, J. and Santos, M.",
	title = "Desmistificação do diferencial de remunerações nas empresas. A segregação como verdadeira determinante",
	journal = "ALCANCE",
	year = "2010",
	volume = "17 ",
	number = "4",
	doi = "10.14210/alcance.v17n4.p383-400",
	pages = "383-400",
	url = "https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/ra/index"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Desmistificação do diferencial de remunerações nas empresas. A segregação como verdadeira determinante
T2  - ALCANCE
VL  - 17 
IS  - 4
AU  - Duarte, C.
AU  - Esperança, J.
AU  - Curto, J.
AU  - Santos, M.
PY  - 2010
SP  - 383-400
SN  - 1413-2591
DO  - 10.14210/alcance.v17n4.p383-400
UR  - https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/ra/index
AB  -  Este artigo analisa as determinantes da remuneração entre géneros dos colaboradores das empresas portuguesas. A metodologia proposta para a análise do diferencial de remuneração é inovadora, dado que se estimam, separadamente para homens e mulheres, modelos econométricos Tobit (com a mesma estrutura de variáveis dependentes e independentes) em vez de se utilizar a decomposição de Oaxaca-Blinder. A segregação existente no mercado de trabalho é um dos principais factores subjacentes ao diferencial de remuneração entre géneros. Porém, com o crescente envolvimento dos homens nas actividades domésticas, as mulheres ficam mais libertas para actividades de “lobbying”, criando condições para ultrapassar o fenómeno de segregação. 
ER  -