Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Sadock, M. (2023). Construindo resistência: Etnografia de um centro social autogerido em Lisboa. Etnográfica . 27 (1), 211-231
Exportar Referência (IEEE)
M. D. Sadock,  "Construindo resistência: Etnografia de um centro social autogerido em Lisboa", in Etnográfica , vol. 27, no. 1, pp. 211-231, 2023
Exportar BibTeX
@article{sadock2023_1716162779034,
	author = "Sadock, M.",
	title = "Construindo resistência: Etnografia de um centro social autogerido em Lisboa",
	journal = "Etnográfica ",
	year = "2023",
	volume = "27",
	number = "1",
	doi = "10.4000/etnografica.13314",
	pages = "211-231",
	url = "https://journals.openedition.org/etnografica/"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - Construindo resistência: Etnografia de um centro social autogerido em Lisboa
T2  - Etnográfica 
VL  - 27
IS  - 1
AU  - Sadock, M.
PY  - 2023
SP  - 211-231
SN  - 0873-6561
DO  - 10.4000/etnografica.13314
UR  - https://journals.openedition.org/etnografica/
AB  - O Covil é um centro social autogerido em Lisboa. Anarquista, ligado à cena punk e localizado numa zona da cidade que abriga dinâmicas sociais próprias de resistência coletiva, contrasta com a cidade hegemónica da gentrificação. Polo de resistência, é vivido como um espaço de desenvolvimento e emancipação coletiva e pessoal. Através de pesquisa etnográfica, este artigo analisa o Covil, permitindo compreender e problematizar como nele se entrecruzam anarquismo, punk e gentrificação.
ER  -