Comunicação em evento científico
Análise espacial em Favelas: uso da Sintaxe Espacial e Sistemas de Informação Geográfica para estudos configuracionais comparativos
Vânia Teles Loureiro (Loureiro, Vânia); Valério Augusto Soares de Medeiros (Medeiros, Valério); Rosália Guerreiro (Guerreiro, Maria Rosália);
Título Evento
PNUM: A Produção do Território: Formas, Processos, Desígnios
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O presente trabalho explora métodos e ferramentas para analisar a configuração de favelas com o intuito de entender em que medida a configuração destas frações urbanas, lidas a partir de seus padrões espaciais e de sua complexidade, afeta a dinâmica socioespacial associada. Também é intenção discutir a importância de ferramentas SIG e dados espaciais livres em processos de pesquisa em sítios cujas bases de dados ainda não são consolidadas. A hipótese é de que a configuração da favelas expressa padrões provenientes das suas práticas de auto-organização, que são responsáveis por dinâmicas urbanas de sucesso. Para tanto, o estudo ampara-se na investigação de 120 assentamentos ao redor do mundo observados de acordo com um conjunto de 26 variáveis configuracionais (entre qualitativas e quantitativas). A Teoria da Lógica Social do Espaço ou Sintaxe Espacial (HILLIER & HANSON, 1984) é a abordagem teórica, metodológica e ferramental escolhida por permitir a leitura desse fenômeno em sua complexidade espacial. Ferramentas como os softwares Depthmap© e QuantumGis© (Qgis) e os plugins Space Syntax Toolkit© e Open Layers Plugin© integram as estratégias adotadas para a produção e processamento das informações. Os achados revelam que a favela busca, na medida do possível, organizar-se dentro do sistema maior que a recebe, estabelecendo conexões com a envolvente direta além de se estruturar internamente. O estudo configuracional aponta que os padrões espaciais reconhecidos são comuns a outras estruturas orgânicas, sendo a favela produto de dinâmicas orgânicas e auto-organizadas na cidade contemporânea. A espontaneidade inerente, frequentemente subvalorizada pela sua sintaxe de difícil apreensão, indica um processo urbano catalisador de qualidade espacial a partir do momento em que sua complexidade é entendida e decodificada. Por outro lado, a aplicação de um conjunto de ferramentas e os respectivos resultados demonstraram a relevância do uso de estratégias de modelagem espacial de uso livre para estudos sobre complexidade urbana. Imagens de satélite e ferramentas de processamento em SIG permitiram sistematizar adequadamente grandes conjuntos de dados espaciais, tais como aqueles oriundos da Sintaxe Espacial.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
favela,sintaxe espacial,SIG,configuração urbana