Publicação em atas de evento científico
Cidade e caminhos-de-ferro: análise da evolução urbana em Albergaria-a-Velha
Bruno Dias Nunes Sousa (Sousa, B. D. N.); Rita Ochoa (Ochoa, R.); Mafalda Sampaio (Sampaio, M.);
7ª Conferência Anual da Rede Portuguesa de Morfologia Urbana, PNUM 2018
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
A implementação dos caminhos-de-ferro originou consideráveis transformações territoriais e fomentou o planeamento urbano. Independentemente do atual abandono das infraestruturas ferroviárias e dos problemas consequentes para as cidades, que vêm as áreas ocupadas por essas mesmas infraestruturas transformarem-se em vazios urbanos, aborda-se neste artigo a sua relação com a implantação e crescimento de tecido urbano. Parte-se da análise da implementação dos caminhos-de-ferro em Portugal, que ainda que tardia (segunda metade do séc. XIX), veio a constituir um fator determinante na transformação do território. Mediante este enquadramento, é objetivo fundamental compreender as relações entre a implementação dos caminhos de ferro e o desenvolvimento urbano, a partir do caso da cidade de Albergaria-a-Velha e da sua relação com a Linha do Vale do Vouga. Para estudar esta questão, o artigo encontra-se organizado em três momentos principais. Primeiramente, é abordada a inclusão dos caminhos-de-ferro nas cidades em geral. Depois, num segundo momento, é estudada a implementação dos caminhos de ferro em Portugal. Por fim, o artigo incide no caso de Albergaria-a-Velha e na forma como a implementação dos caminhos de ferro se relaciona com o desenvolvimento urbano, neste território.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia