Publicação em atas de evento científico
Dimensões sociológicas e a sua/nossa dependência das ideologias e do império
40 anos de Democracia(s) - progressos, contradições e prospectivas
Ano
2014
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O actual processo de transformação implicará transformações igualmente profundas nas teorias sociais, como tem ocorrido em ocasiões anteriores, na curta história da nossa ciência. Os tempos actuais de ataques neoliberais bem-sucedidos à solidariedade social, contestando a pertinência da empatia e da própria noção de sociedade, requerem, para além da mobilização social, avaliações de desempenho das teorias sociais autónomas das avaliações utilitárias, imediatistas e estatais. Para que a inutilidade geralmente facilmente admitida das ciências sociais possa ser publicamente reavaliada, requerem-se novas posturas teóricas e sociais por parte dos cientistas sociais e dos profissionais que usam tais ciências. Para uma condução mais consciente do processo de actualização da nossa ciência-profissão, há que abrir o debate de auto-avaliação crítica. O presente trabalho parte de um ponto de vista particular, que é o de quem verificou o papel de reforço, por parte da teoria social, dos estigmas sociais elaborados pela justiça criminal. A neutralização das discussões sobre as intencionalidades sociais (explícitas e implícitas) dos sociólogos e também dos actores sociais, utilizando sociologicamente o mecanismo do segredo social, não descrito na literatura, favorecem este efeito não desejado mas recorrente.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
teoria social, ideologia, epistemologia, respeito, direito
Registos Associados

Esta publicação está associada ao registo seguinte: