Publicação em atas de evento científico
Dos “Brasis” para os “Portugais”: Transformações da emigração Brasileira nos últimos 20 anos
Filipa Pinho (Pinho, A. F. A.);
Atas do 1º Seminário de Estudos sobre Imigração Brasileira na Europa
Ano (publicação definitiva)
2010
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2024-07-18 11:49)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
Esta comunicação insere-se numa reflexão mais ampla da minha investigação de doutoramento e tem como objectivo a apresentação e análise das principais transformações da emigração brasileira para Portugal nos últimos 20 anos, através da utilização de indicadores disponíveis nas estatísticas oficiais do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), do Instituto Nacional de Estatística (INE) e do Ministério do Trabalho, bem como de informação qualitativa recolhida em entrevistas ou na imprensa. A grande mutação da emigração brasileira nos últimos 20 anos, e que de alguma forma sintetiza outras, pode ser observada na dimensão da composição profissional e na inserção dos imigrantes no mercado de trabalho. De uma inserção maioritariamente no segmento primário do mercado de trabalho, os novos imigrantes brasileiros vieram a concentrar-se no segmento secundário, o que indicia estarmos perante uma migração laboral. Em termos dos stocks da população imigrada, identifica-se alguma heterogeneidade decorrente destas duas migrações, em parte consecutivas mas também, em alguma medida, coexistentes. Em resultado da transformação da imigração brasileira em migração laboral, podem ser observadas alterações em duas outras dimensões relacionadas: o crescimento no volume do fluxo migratório, por um lado, e o padrão geográfico da distribuição de residência dos imigrantes brasileiros na origem e no destino da migração, por outro. De início, estes dois indicadores permitiam caracterizar as migrações brasileiras como contracorrente da emigração portuguesa para o Brasil. Actualmente, porém, essa especificidade da imigração brasileira desapareceu. A complexidade da análise da emigração brasileira para Portugal resulta da existência de migrações entre mais do que uma origem e mais do que um destino, ao nível local, e não uma migração única entre (apenas) dois países. É por essa razão que o título faz as referências plurais ao Brasil e a Portugal. Processos de recrutamento activo e articulações com redes migratórias contribuem para explicar o desenvolvimento do mais recente fluxo migratório, ao qual não é alheia, também, a retracção forçada da emigração brasileira de Minas Gerais para os Estados Unidos no início do século XXI.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave