Artigo em revista científica
“É o nosso pedaço da África, uai”. A Bahia no imaginário candomblecista de Uberaba (MG)
João Ferreira Dias (Ferreira Dias, J.);
Título Revista
Trabalhos de Antropologia e Etnologia
Ano
2019
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 1

(Última verificação: 2022-08-12 02:19)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
No imaginário candomblecista, a África assume uma posição particular, quer como lieu de mémoire, i.e., como espaço de memória e referência emocional, ligada ao desterro da escravatura, quer como recurso político, ou seja, como referência ideológica face ao idioma diacrítico de autenticidade. Nesse sentido, a África configura o horizonte último candomblecista por excelência. Pese embora o sentido operatório desta afirmação, neste texto pretendo evidenciar a forma como na cidade de Uberaba, em Minas Gerais, a comunidade candomblecista privilegia a Bahia como referência ideológica e normativa.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Candomblé,Uberaba,Bahia
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/CPO/03122/2013 Fundação para a Ciência e Tecnologia