Capítulo de livro
Efeitos da crise sanitária COVID-19 em intenções e modalidades de regresso: O caso português
Filipa Pinho (Pinho, F.); Inês Ferreira (Vidigal, I.);
Título Livro
O regresso de emigrantes no Portugal contemporâneo
Ano (publicação definitiva)
2023
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2024-06-20 23:01)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
As migrações de regresso são influenciadas por uma multiplicidade de fatores já bem documentados pela literatura internacional e nacional, e a sua investigação mais recente tem seguido a tendência de modelo de análise multinível (Faist, 2000; Fawcett, 1989; Massey et. al., 1993, 1998). Também as intenções de regresso ou de permanência se relacionam com fatores macro, meso e micro sociais, porque nas intenções os migrantes projetam e avaliam o que será uma migração (de regresso ao país ou local de onde haviam saído), num processo que concretiza escolhas de vida alternativas e que, simultaneamente, implica mudanças relativamente ao curso e à interpretação de trajetórias de vida em contextos de alterações sociais mais vastas. Quer a jusante, como a montante, os fluxos migratórios tendem a associar-se a processos de mudança social, pelo que alterações anteriores em algum dos fatores (macro, meso ou micro sociais) referidos, devem ser consideradas quando o enfoque do estudo são as migrações.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
  • Sociologia - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
PTDC/SOC-SOC/28730/2017 Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Projetos Relacionados