Outras publicações
Emprego cultural em Portugal 2011-2019: perspetiva comparada entre Eurostat e INE
José Soares Neves (Neves, J. S.); Ana Paula Miranda (Miranda, A.P.); Miguel Ângelo Lopes (Lopes, Miguel Ângelo);
Título Revista/Livro/Outro
Indicadores OPAC
Ano
2021
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2022-06-26 23:46)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
Neste texto atualiza-se a série estatística do emprego cultural em Portugal para 2019. Na anterior atualização (ver Neves e Miranda, 2020) deu-se conta das implicações da revisão da metodologia por parte do Instituto Nacional de Estatística (INE) para o ano de 2018. Uma vez que os dados divulgados pelo Eurostat e pelo INE apresentam diferenças significativas, e que isso levanta naturais dúvidas, impõe-se nesta atualização uma nova nota de método inicial, sintética, mas que permita avançar os aspetos centrais que explicam as referidas diferenças. Assim, faz-se a abrir uma comparação entre os dados divulgados pelas duas instituições de estatísticas oficiais e apresentam-se elementos explicativos das divergências entre as duas fontes. Retomam-se depois os dados divulgados pelo INE de modo a detalhar o perfil social do emprego cultural em Portugal.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Estatísticas da cultura,Emprego cultural
Projetos Relacionados

Esta publicação é um output do(s) seguinte(s) projeto(s):