Artigo em revista científica Q3
Entre Cila e Caríbdis: o realismo social de Margaret Archer
Nuno Oliveira (Oliveira, N.);
Título Revista
Sociologia, Problemas e Práticas
Ano
2011
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Scopus

N.º de citações: 2

(Última verificação: 2021-03-03 14:21)

Ver o registo na Scopus


: 0.7
Abstract/Resumo
Neste artigo pretende-se confrontar as propostas teóricas de Archer com as de Giddens; ou, melhor dizendo, ler Giddens através de Archer e vice-versa, numa assumida tentativa dialógica que nunca chega - nem pretende - a uma síntese. Procura-se através desta confrontação iluminar algumas articulações lógicas entre os dois paradigmas, que possam delinear as forças e fraquezas do realismo social na concepção advogada por Archer. Neste sentido, propomos três vectores de análise através dos quais cotejar as duas abordagens: o eixo ontológico, o eixo sistémico e o eixo accionalista. Concluímos sugerindo que algumas propostas centrais da teoria da estruturação não podem ser negligenciadas, sob pena de uma teoria da morfogénese cair num internalismo espúrio que corre o risco de resvalar para uma visão redutora da articulação entre capacidades emergentes pessoais e propriedades emergentes estruturais.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Ontologia,Emergentismo,Elisionismo,Morfogénese,Reflexividade
  • Sociologia - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais