Artigo em revista científica Q3
Fecundidade das populações e das gerações em Portugal, 1960-2005
Título Revista
Análise Social
Ano
2008
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Scopus

N.º de citações: 3

(Última verificação: 2019-08-20 16:34)

Ver o registo na Scopus

Abstract/Resumo
Este artigo discute o efeito do adiamento dos nascimentos nos indicadores clássicos de intensidade de fecundidade. Numa primeira análise compara-se a evolução da fecundidade mostrada nos indicadores populacionais com a revelada pelos indicadores decorrentes da observação das gerações ao longo do ciclo de vida. A comparação destas perspectivas mostra um declínio muito mais acentuado nos índices sintéticos de fecundidade, observados na população em cada momento, do que nas descendências finais das gerações correspondentes. Numa outra análise é calculado o índice sintético de fecundidade ajustado, segundo a variação de calendário, de acordo com Bongaarts e Feeney. Esta estimativa aponta para a possibilidade de efeitos de recuperação dos nascimentos de 1,4 para 1,6 filhos por mulher.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Declínio da fecundidade,Adiamento da fecundidade,Índice sintético de fecundidade ajustado,Descendência final
  • Sociologia - Ciências Sociais
  • Ciências Políticas - Ciências Sociais