Capítulo de livro
Grupos de Cante Alentejano: Um Retrato a partir de dois inquéritos extensivos (1998 e 2013) / Cante Singing Groups: a portrait from two extensive research projects (1998 and 2013)
Maria João Lima (Lima, M. J.);
Título Livro
Alentejo: Vozes e Estéticas em 1939-40. Edição crítica de Registos Sonoros de Armando / The Alentejo: voices and aesthetics in 1939/40. A critical edition of Armando Leça’s sound recordings
Ano
2015
Língua
Outra Língua
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Este texto centra-se na prática institucionalizada de Cante Alentejano, uma prática vocal polifónica executada de forma coletiva, sem recurso a instrumentos musicais e que conquistou em 2014 o reconhecimento internacional com a inscrição na Lista Representativa do Património Imaterial da Humanidade da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). Tem como objetivo contribuir para uma visão de conjunto das instituições e dos indivíduos envolvidos nesta prática, dando a conhecer aspetos genéricos referentes à distribuição geográfica das instituições, ao tempo de atividade, ao perfil dos agrupamentos e dos indivíduos que os compõem. Numa primeira parte faz-se uma análise sincrónica (referenciada a 2013) dos grupos de Cante Alentejano tendo como base empírica o inquérito extensivo aos grupos corais amadores em Portugal (grupos recenseados e grupos inquiridos). Na segunda parte faz-se uma análise comparativa com a situação de 1998 tendo como base os dados do Inquérito aos Grupos de Música Tradicional em Portugal.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
práticas culturais expressivas,inquéritos extensivos,grupos de cante
  • Sociologia - Ciências Sociais