Comunicação em evento científico
Learning processes on Portuguese for Speakers of Other Languages: the case of adult immigrants with little or no literacy in any language
Ana Raquel Matias (Matias, A.R.); Nuno Oliveira (Oliveira, Nuno); Alejandra Ortiz (Ortiz, Alejandra);
Título Evento
The 14th International Conference of the International Association for Languages and Intercultural Communication: Linguistic resources and intercultural (communicative) competence: bridging a theoretical and empirical gap
Ano
2014
Língua
Inglês
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
A implementação de Português Língua Não Materna tem sido assinalável em Portugal nos últimos 13 anos, com programas como o Portugal Acolhe (2001), o Português Para Todos (2008) e, de forma indirecta, a Formação em Competências Básicas (2010) -- funcionando sobretudo como mecanismos de inserção socioprofissional, de acesso à nacionalidade, e valorização cognitiva dos imigrantes. Todavia, os adultos imigrantes com pouca ou nenhuma literacia em qualquer língua, mesmo se integrados na oferta existente, dificilmente se enquadram nos objectivos de capacitação social, educacional e simbólica previstos nestes programas. Tendo em conta que a forma de ensino e contacto entre as diferentes línguas têm impacto na motivação e aprendizagem dos indivíduos – promovendo uma maior ou menor consciência linguística com impacto geracional importante – parece-nos urgente perceber como melhor incorporar este grupo. Neste âmbito, apresentamos os primeiros resultados dum estudo que pretende aprofundar o conhecimento sobre os processos de aprendizagem, aquisição e prática de línguas em populações adultas imigrantes com pouco ou nenhum grau de literacia em qualquer língua. Abordamos o fenómeno por três ângulos: enquanto consequência linguística dos fenómenos migratórios; sob o prisma da educação de adultos; e no seu impacto geracional em termos de transmissão, consciência linguística, e mobilidade social. Partindo duma abordagem interdisciplinar (cruzando sociologia das migrações com sociolinguística), focamos no envolvimento de cada indivíduo nos conflitos linguísticos emergentes de fenómenos migratórios e na forma como as instituições reconhecem o impacto da diversidade cultural existente. Partimos da comparação de três terrenos onde decorrem aulas de alfabetização com diferentes enquadramentos institucionais -- numa escola secundária (Odivelas), no bairro das Faceiras (Cascais), e no Centro Social 6 de Maio (Amadora). Combinamos, assim, uma primeira análise de documentos orientadores do ensino do Português Língua Não Materna com observação do contexto de aprendizagem e entrevistas a professores – focando na interação entre professores e alunos e na adaptabilidade das práticas educacionais.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Portuguese for Speakers of Other Languages; adult immigrants; linguistic policies; literacy; inclusion.