Comunicação em evento científico
"Mudar a forma de nascer para mudar o mundo”: discursos do ativismo pelo nascimento na Europa
Dulce Morgado Neves (Neves, D. M.);
Título Evento
7º Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia
Ano
2019
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O nascimento é um fenómeno complexo e multidimensional, cujo reconhecimento requer uma abordagem transdisciplinar, capaz de integrar tanto as dimensões de ordem fisiológica e da medicina como as de ordem social, económica, política ou cultural. Num contexto dominado por um modelo de nascimento fortemente institucionalizado e medicalizado, novas perspetivas vão ganhando protagonismo e reforçando a importância das perceções subjetivas das mulheres para a avaliação dos cuidados de saúde na gravidez e no parto. Naturalmente que a emergência de tais abordagens não é alheia ao movimento pela “humanização do nascimento” que, com particular visibilidade nas últimas décadas, faz a apologia do chamado “parto natural”, ao mesmo tempo que procura centrar a discussão da assistência ao nascimento nas escolhas das mulheres, respeitando a sua integridade e promovendo um conhecimento baseado em evidência científica (Akrich et al., 2014, Teijlingen et al., 2017). Esta comunicação vem dar a conhecer os objetivos de uma pesquisa sobre o ativismo do nascimento, em diferentes países europeus. Conhecer a historiografia destes movimentos sociais, as conceções de parto e de nascimento que estes promovem e também as suas relações com outras organizações e órgãos de poder político são algumas das propostas desta pesquisa que iremos trazer para reflexão.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave