Publicação em atas de evento científico
O acesso das mulheres imigrantes grávidas à saúde: para além das barreiras linguísticas
Erika Ripoli (Masanet, E.); Cristina Santinho (Santinho, Cristina); Beatriz Padilla (Beatriz Padilla);
Saúde e cidadania: equidade nos cuidados de saúde materno–infantil em tempos de crise
Ano
2014
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O presente artigo tem como objectivo analisar as diversas barreiras que se interpõem no acesso das mulheres imigrantes à saúde, dando particular atenção aos aspectos linguísticos-culturais, enquanto eixo central de dificuldades. O mesmo tem como base empírica o Projecto Saúde e Cidadania: Disparidades e necessidades interculturais na atenção em saúde às mães imigrantes, que adoptou metodologias qualitativas de carácter etnográfico, com recurso a entrevistas em profundidade, observação participante, recolha de histórias de vida e também, realização de grupos focais, na Área Metropolitana de Lisboa (nos municípios de Lisboa, Amadora, Loures, Sintra e Seixal); e cujo grupo alvo foi constituído preferencialmente por mulheres imigrantes e/ou refugiadas, em idade fértil.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
mulheres, imigrantes, acesso, saúde, barreiras