Artigo em revista científica Q3
Os hospitais são organizações saudáveis? Qualidade de vida no trabalho hospitalar no norte e no sul da Europa
Margareta Back-Wiklund (Bäck-Wiklund, M.); Maria das Dores Guerreiro (Guerreiro, M. D.); Stefan Szücs (Szücs, S.); Leila Billquist (Billquist, L.); Margarida Barroso (Barroso, M. M.); Eduardo Rodrigues (Rodrigues, E. A.);
Título Revista
Sociologia, Problemas e Práticas
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Scopus

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2019-06-15 20:46)

Ver o registo na Scopus

Abstract/Resumo
Adotando uma perspetiva de género, este artigo analisa o conceito de “organização saudável” através do estudo da “agenda dual” das organizações de prestação de cuidados de saúde. Com base no projeto europeu “Quality of Life in a Changing Europe”, que privilegiou uma abordagem multi-method, são analisados dados de um inquérito aplicado em hospitais públicos de oito países europeus (Alemanha, Bulgária, Finlândia, Holanda, Hungria, Portugal, Reino Unido e Suécia) e apresentados dois estudos de caso: um hospital público universitário na Suécia e outro em Portugal. Os resultados do estudo demonstram que as perceções sobre o que é uma organização saudável se desenvolvem em torno das noções de apoio social, satisfação com a vida, compromisso com o trabalho e conciliação do trabalho com a vida pessoal e familiar, verificando-se diferenciações de género nas variações destas perceções entre profissionais de saúde. As políticas organizacionais, as trajetórias profissionais e os recursos existentes ao nível dos agregados domésticos estão diretamente relacionados com as variações encontradas.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Organização saudável,Hospital,Género,Europa,Portugal,Suécia
  • Sociologia - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia