Artigo em revista científica
Panorama musical numa roça no sul de São Tomé: Ribeira Peixe antes e depois da independência
Magdalena Bialoborska (Bialoborska, M.);
Título Revista
Africana Studia
Ano
2020
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

Esta publicação não está indexada no Google Scholar

Abstract/Resumo
Através da análise do panorama musical de Ribeira Peixe, localidade no sul da ilha de São Tomé, observam-se as mudanças nas fronteiras, territoriais e sociais, visíveis e invisíveis. As transformações da situação política e social do arquipélago no período do colonialismo moderno e nos primeiros anos de independência do país refletiram-se na música interpretada e criada por vários grupos socioculturais que habitavam o mesmo espaço. O aumento de porosidade de fronteiras resultou no surgimento de zonas fronteiriças, notáveis nas atividades musicais e de lazer após a independência. Porém, enquanto ocorriam processos de integração social na zona, agudizou-se a sua marginalização. Tal poderá ter estado relacionado com o distanciamento dos demais ilhéus face à comunidade desse lugar, composta de angolares e ex-serviçais. Os depoimentos das pessoas ligadas à criação musical e dos demais habitantes transmitem o sentimento da condição de marginalizados pelas autoridades e pela restante população islenha.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
São Tomé e Príncipe,Música,Fronteiras,Mudança social
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UIDB/03122/2020 Fundação para a Ciência e a Tecnologia