Artigo em revista científica
Uma hipertrofia do presente: do trabalho e das situações de trabalho numa organização start-up
João Vasco Coelho (Coelho, J. V.);
Título Revista
Fórum Sociológico
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O universo start-up tem vindo a ser apresentado, em termos públicos, mediáticos e políticos, como uma possível nova via para o crescimento económico português. A referência a uma organização start-up define, no presente, uma amenidade, uma platitude, correlativa do louvor dos seus méritos como factos consumados. Perspetivas alternativas deste fenómeno são pouco frequentes ou pouco visíveis. O presente artigo equaciona as implicações da natureza temporária de uma organização start-up, apresentando os resultados de uma pesquisa longitudinal concretizada num contexto organizacional específico. Partindo da análise apresentada, sugere-se que as situações concretas de trabalho numa organização start-up são potencialmente enformadas por atributos socioculturais particulares, decorrentes de uma conceção e de um uso particular do tempo : a impermanência normativa, o foco concedido à ação, a secundarização do conflito, o fervor finito da experiência vivida.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Start-up,Inovação,Empresas e organizações,Organização temporária
  • Economia e Gestão - Ciências Sociais
  • Sociologia - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia