Capítulo de livro
Variedades de atitudes populistas em Portugal
José Santana Pereira (Santana Pereira, J.); Maisa Lima (Lima, M.);
Título Livro
Da austeridade à pandemia: Portugal e a Europa entre as crises e as inovações
Ano (publicação definitiva)
2023
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2024-05-20 08:56)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
Nas últimas décadas, a ciência política tem conhecido um aumento da produção académica sobre populismo, fenómeno que se deve à ascensão de partidos populistas e partidos-movimento na Europa e nas Américas (Hawkins e Rovira Kaltwasser, 2017; Mudde e Rovira Kaltwasser, 2017; Rooduijn, 2018). Entre outros desenvolvimentos, a investigação sobre populismo identificou um grau considerável de variação em termos da natureza deste fenómeno, distinguindo, por exemplo, entre populismo inclusivo e exclusivo e/ou entre populismo de direita e de esquerda (Mudde e Rovira Kaltwasser, 2013; March, 2017; Hameleers et al., 2018). Pelo contrário, a linha de pesquisa sobre atitudes populistas tem vindo a concentrar-se acima de tudo nos elementos básicos do populismo — povo-centrismo, antielitismo e apelo à soberania popular (Mudde, 2004) — negligenciando, com notáveis exceções (ex.: Tsatsanis et al., 2018; Hameleers e De Vreese, 2020), as variedades potencialmente existentes entre os cidadãos populistas.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave