Ciência-IUL    Autores    Teresa Madeira da Silva    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Operações arquitetónicas e urbanísticas depois da Exposição Internacional de Lisboa de 1998
O projeto de investigação 'Grandes Trabalhos - Operações arquitetónicas e urbanísticas depois da Exposição Internacional de Lisboa de 1998', tem o intuito de identificar, caracterizar, debater e refletir sobre as políticas urbanas e a arquitetura produzidas em Portugal após a Exposição Internacional de 1998, em Lisboa (Expo98). O estudo assenta na convicção de que os reflexos daquele 'laboratório urbano' não podem prescindir de um trabalho de natureza predominantemente analítica e interpretativa, capaz de mapear e qualificar a cultura urbanística, projetual e tecnológica implementada em Portugal nas duas décadas que se seguiram aos projetos da Expo98. Em 2008, passada a primeira década desde a Exposição de Lisboa, foi apresentado pela Câmara Municipal de Lisboa o Plano Geral de Intervenções da Frente Ribeirinha (PGIFR), com o intuído de estabelecer continuidades urbanas, alargando o modelo do Parque das Nações a todo o aterro marginal da cidade, entre o Rio Trancão e a doca de Pedrouços, reconfigurando algumas das áreas de infraestruturas portuárias que se encontravam sob a administração pública do Estado. A dinâmica gerada pelo PGIFR tem permitido enquadrar projetos de grande dimensão e importância estratégica para o país, tais como: a Fundação Champalimaud, na zona da doca de Pedrouços a Ocidental do município, com projeto do arquiteto Charles Correa (1930-2015); o Museu Nacional dos Coches, na zona de Belém, desenhado por Paulo Mendes da Rocha (n. 1928); a sede da EDP de Manuel (n. 1963) e Francisco (n.1964) Aires Mateus no aterro da Boavista; a reabilitação do espaço público da Ribeira das Naus, com projeto de João Ferreira Nunes (n.1960) e João Gomes da Silva (n.1962); ou o futuro Terminal de Cruzeiros em Santa Apolónia, com desenho de Carrilho da Graça (n.1952), agora em construção. O projeto 'Os Grandes Trabalhos - Operações arquitetónicas e urbanísticas depois da Exposição Internacional de Lisboa de 1998' procura aprofundar as relações produzidas pelas inter...
Informação do Projeto
2018-10-01
2022-09-30
Parceiros do Projeto
Avaliação e diagnóstico das necessidades de intervenção em edifícios nos bairros do Condado e dos Lóios em Marvila
 A investigação centra-se da "Avaliação e Diagnóstico das Necessidades de Intervenção nos Bairros do Condado e dos Lóios em Marvila”. Estes bairros conhecidos por “Zona J” e “Pantera Cor-de-rosa” foram projetados e construídos nas décadas de 70 e 80 do século XX, incluem um conjunto de lotes num total de 1500 unidades de ocupação e situam-se em Marvila (Chelas), na zona oriental da cidade de Lisboa. Tratando-se de bairros de habitação social, a população residente é constituída maioritariamente por indivíduos com baixos recursos, famílias numerosas, idosos e desempregados. O edificado encontra-se num avançado estado de degradação e desajustado em relação às normas regulamentares mais recentes. Os objetivos são: dotar o Programa Viver Marvila de um documento que sirva de suporte às intervenções no edificado tendo em consideração as problemáticas específicas de cada lote ou conjunto de lotes; apresentar propostas técnicas e financeiras sustentáveis; otimizar os aspetos relacionados com o bom desempenho funcional das construções e com a segurança nas suas várias vertentes; assegurar a sustentabilidade e durabilidade de futuras intervenções a efetuar; reduzir e controlar os custos de manutenção durante a vida útil do edifício em termos funcionais e energéticos. Procurámos responder a um conjunto de questões que se prendem com as soluções tipológicas e construtivas contemporâneas atendendo às atuais normas regulamentares da edificação, às necessidades reais de quem lá habita e aos pressupostos de qualidade dos projetos originais.  Foram desenvolvidas um conjunto das etapas: o levantamento, a caracterização e o diagnóstico dos conjuntos edificados, os cenários de intervenção sustentados pelas análises complementares das especialidades, (estruturas, segurança, eficiência energética, conforto térmico e gestão). As respostas às questões levantadas, decorrem de propostas concretas de reorganização espacial a partir do edificado, suportadas por análises técnicas e financeiras ...
Informação do Projeto
2010-05-10
2011-03-22
Parceiros do Projeto