Uma Aventura no Hospital: O Dia da Cirurgia
Uma Aventura no Hospital: O Dia da Cirurgia

A hospitalização e cirurgia têm, potencialmente, um impacto negativo nas crianças, que afeta o seu bem-estar e o das respetivas famílias. Para minimizar os efeitos traumáticos que podem advir desta experiência Sara Fernandes, Patrícia Arriaga e Francisco Esteves, investigadores no CIS-IUL, desenvolveram materiais educativos que sensibilizam e ajudam a preparar as crianças, entre 8 a 12 anos, para uma cirurgia pediátrica ambulatória. Os estudos decorreram em diferentes hospitais da zona de Lisboa e Vale do Tejo, tendo revelado resultados positivos  na redução das preocupações e medos pré-operatórios infantis. Paralelamente, contribuíram  para reduzir a ansiedade parental e incluir os pais como veículos de transmissão educativa pré-operatória às crianças.

Atendendo a estes potenciais impactos negativos, a investigação na área tem igualmente reforçado a necessidade de realizar programas de preparação pré-operatórios, designadamente em contextos hospitalares pediátricos.

O projeto “Uma Aventura no Hospital: O Dia da Cirurgia” inclui materiais lúdico-educativos desenvolvidos em diferentes formatos – um jogo de tabuleiro, um jogo de tabuleiro gigante (3 por 3 metros), um caderno de atividades e uma aplicação multimédia. Nesta primeira edição, será lançado o jogo de tabuleiro que funciona com um a três jogadores, e que inclui um tabuleiro, que representa um hospital várias cartas de jogo, com questões e informação geral sobre algumas práticas comuns sobre a hospitalização e a cirurgia. Os restantes materiais que complementam o projeto “Uma Aventura no Hospital: O Dia da Cirurgia”, em particular a versão gigante do jogo e o caderno de atividades estão igualmente em processo de edição.

O jogo de tabuleiro, produzido pela editora Ideias com História, editado a partir de janeiro de 2018, tem o patrocínio do CIS-IUL (Centro de Investigação e Intervenção Social do Instituto Universitário de Lisboa).

Os estudos anteriores que suportaram o desenvolvimento e edição deste projeto foram financiados pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), e encontram-se publicados em revistas científicas internacionais de relevo.